Tommy Lee Jones

Ator norte-americano, Anthony Lee Jones nasceu a 15 de setembro de 1946, na pequena cidade de San Saba, no estado do Texas. Durante a juventude, nada indiciava que ia seguir a carreira de ator: foi um razoável jogador de futebol americano pela Universidade de Harvard, onde se licenciou em 1969 em Literatura Britânica, tendo sido colega de quarto de Al Gore, futuro vice-presidente dos Estados Unidos da América. Mesmo sem ter tido aulas de expressão dramática, viajou para Nova Iorque e para a Broadway, onde iniciou a sua carreira teatral. Ao mesmo tempo, estreou-se no cinema com uma pequena participação em Love Story (História de Amor, 1970). Na Broadway, colecionou êxitos, dos quais o mais célebre foi a peça Blue Boys (1972). Paralelamente, surgiu em séries televisivas e telenovelas. Filmes como The Betsy (Betsy, 1978), The Eyes of Laura Mars (Os Olhos de Laura Mars, 1978) e Coal Miner's Daughter (A Filha do Mineiro, 1980) foram filmes que requisitam os seus indispensáveis serviços como ator secundário, sendo que, no último filme, Jones arrancou os aplausos da crítica pelo seu desempenho como esposo da cantora Loretta Lynn (Sissy Spacek). Depois de filmar ao lado de Sally Field Back Roads (Atalhos, 1981), recebeu uma distinção importante: um Emmy pela sua atuação no telefime The Executioner's Song (A Canção do Carrasco, 1982) em que deu vida ao assassino Gary Gilmore. Em 1988 participou no filme Stormy Monday (Dia de Tempestade) de Mike Figgis. Depois de diversas grandes produções televisivas, entre as quais a aclamada Lonesome Dove (O Céu Como Horizonte, 1989), o ator concentrou as suas atenções no cinema: Fire Birds (Apaches, 1990) foi um infeliz regresso, mas já JFK (1991) trouxe-lhe uma merecida nomeação para o Óscar de Melhor Ator Secundário, personificando Clay Shaw, um executivo de Nova Orleães acusado de cumplicidade no assassinato do presidente Kennedy. Depois de rodar o filme de ação Under Siege (A Força em Alerta, 1992) e o drama de Oliver Stone Heaven and Earth (Quando o Céu e a Terra Mudaram de Lugar, 1993), Jones incorporou a interpretação mais bem conseguida da sua carreira: o agente federal Samuel Gerard em The Fugitive (O Fugitivo, 1993). A energia e desvelo que emprestou à personagem foram frutíferos: venceu o Óscar para Melhor Ator Secundário. A partir daí, todos os filmes em que participou foram êxitos de crítica e de bilheteira, conferindo-lhes o "toque de Midas": The Client (O Cliente, 1994), Natural Born Killers (Assassinos Natos, 1994), Blue Sky (Céu Azul, 1995), Batman Forever (Batman Para Sempre, 1995), Men in Black (Homens de Negro, 1997), US Marshalls (A Perseguição, 1998), em que retomou a personagem de Gerard, Space Cowboys (2000), Men in Black II (Homens de Negro 2, 2002), The Hunted (O Batedor, 2003) e The Missing (Desaparecidas, 2003).
Como referenciar: Tommy Lee Jones in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 13:41:54]. Disponível na Internet: