Torre de Almedina

Antecedendo a Porta da Barbacã da antiga cerca conimbricense, a Torre e Porta de Almedina era a grande entrada e fronteira que dividia o protegido burgo alto e a periférica parte baixa da cidade de Coimbra. A sua volumetria aparenta diversas épocas de construção, sendo inicialmente uma obra muçulmana com arcos semicirculares ultrapassados e que foram, posteriormente, modificados, e estava ainda protegida por dois avançados cubelos defensivos. No seu aparelho de alvenaria são visíveis alguns silhares da época romana.
Os arcos medievais da entrada, com as suas aduelas irregulares e a abóbada interna, deverão ser obra do românico condal dos inícios do século XII. Até 1836 existiam os batentes e as grandes portas chapeadas a ferro da entrada da cidade, retiradas nessa mesma altura. Sobre a parte externa do arco vê-se o mais antigo brasão heráldico da cidade de Coimbra, baixo-relevo do século XIII constituído pela serpente e o leão envolvendo, possivelmente, o já desaparecido cálice e a cabeça feminina coroada. Posteriormente, entre os finais do século XV e os inícios do século XVI, abriram-se três nichos, o central trilobado com a figura da Virgem com o Menino, ladeando-a o escudo de Portugal e o brasão da cidade de Coimbra.
Sobre o arco medieval eleva-se a Torre de Almedina, dividida em dois pisos e aparentando o robusto aparelho de pedra. A parte superior da torre é rasgada por janelas gradeadas com colunas. Acede-se à porta ogival por uma íngreme escadaria externa de pedra. Internamente, o primeiro piso e o segundo são ligados por uma escada estreita de alvenaria.
De construção anterior, foi acrescentada em 1541, de modo a estabelecer-se aí a Casa da Câmara, ficando conhecida no tempo por Torre da Relação. A partir de 1878 funcionou no local brevemente a Escola Livre das Artes do Desenho, sob a orientação de António Augusto Gonçalves. Atualmente, e após diversas intervenções de restauro e conservação, a torre alberga o Arquivo Histórico Municipal.
Como referenciar: Torre de Almedina in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-18 12:56:33]. Disponível na Internet: