trem de aterragem

Um trem de aterragem consiste numa estrutura composta por um ou vários elementos destinada a satisfazer as exigências do contacto do avião com o solo. Pode terminar em rodas, patins, esquis, etc. Permite os movimentos do avião no solo (ou na água) e suporta os esforços da aterragem. Os primeiros modelos, sujeitos e fixos à fuselagem, aumentavam a resistência aerodinâmica do aparelho, dificultando o seu avanço, pelo que acabaram por ser substituídos por modelos retrácteis, que se alojam, dobrados, no interior de compartimentos especiais situados na fuselagem e nas asas do avião.
Usam-se dois tipos básicos: o clássico, constituído por um trem principal (alojado debaixo das asas e situado aproximadamente no centro de gravidade do aparelho), com duas rodas, e por uma terceira (patim) colocada por debaixo da cauda, e o tipo de "triciclo", em que as duas rodas principais se situam à ré do centro de gravidade e a terceira por debaixo da proa.

Componente importante do trem de aterragem é o sistema de travões, que permite orientar o aparelho no solo (por travamento maior numa das rodas principais, conforme a direção que se pretenda seguir) e "aguentá-lo" até parar durante a corrida que se segue ao contacto com a pista na aterragem.
Como referenciar: trem de aterragem in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-20 07:18:26]. Disponível na Internet: