Trípoli

Aspetos Geográficos
Capital e maior cidade da Líbia, Trípoli localiza-se no Noroeste do país, ao largo da costa mediterrânica. Fica também muito próxima da fronteira com a Tunísia. Tem um clima temperado mediterrânico, caracterizado por verões quentes e invernos amenos. Possui cerca de 1 700 000 habitantes (2006).
História e Monumentos
A cidade foi fundada no século VII a. C. pelos Fenícios. Passou depois pelo domínio dos Cartagineses e dos Romanos, que a incluíram na sua província africana. Por volta do século III a. C., tornou-se conhecida como Régio Tripolitana (região das três cidades). Tal como a parte restante do Norte de África, foi conquistada pelos Muçulmanos no início do século VIII. Em 1510, foi conquistada pelos espanhóis, mas em 1523 passou para o domínio dos cavaleiros de S. João. No século XVIII e inícios do século XIX, a cidade era palco frequente da pirataria, o que a fez envolver-se nas Guerras Bárbaras com os EUA. A partir de 1835, passou a ser controlada pelos turcos, mas em 1911, com a guerra entre italianos e turcos, a cidade passou para domínio dos primeiros. A Itália exerceu o poder até 1943, altura em que foram os britânicos a ocupar Trípoli. Em 1951, deu-se a independência da Líbia, mantendo-se Trípoli como capital. O Assaraya al-Hamra (ou Castelo Vermelho) é um dos seus monumentos mais importantes, dominando a paisagem.
Aspetos Turísticos e Curiosidades
Enquanto cidade bastante aberta ao turismo, Trípoli possui muitos locais de interesse. A zona antiga da cidade é mesmo um dos locais clássicos da bacia mediterrânica, mantendo-se genericamente na parte intramuros o ambiente tradicional da mesma. Nas muralhas bem preservadas existem três entradas. O único monumento romano que sobrevive na cidade é o Arco de Marco Aurélio. As mesquitas de Gurgi e de Karamanli são bons exemplos da qualidade de construção local. Podem encontrar-se roupas e joias de boa qualidade nos mercados locais. Relativamente a museus, destacam-se o Museu Jamahiriya, o Museu Etnográfico, o Museu Epigráfico e o Museu Islâmico.

Economia
Centro administrativo, cultural e económico do país, a cidade concentra a maior parte das empresas do país, assim como algumas internacionais. As suas principais produções abrangem os produtos alimentares, têxteis, materiais de construção e tabaco. A partir do levantamento das sanções económicas contra o país (em 1999 e de novo em 2003), aumentou o investimento estrangeiro na cidade, assim como o turismo. É servida pelo aeroporto internacional de Trípoli.
Como referenciar: Porto Editora – Trípoli na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-22 19:23:07]. Disponível em