trovoada

As trovoadas ocorrem quando o ar quente e húmido ascende em pouco tempo, formando nuvens do tipo cúmulos-nimbos. Dentro das nuvens, rápidas correntes de ar geram fricção entre gotas de água e gelo, levando à formação e acumulação de eletricidade estática.
No topo das nuvens acumulam-se as cargas elétricas positivas e na zona inferior as negativas. Quando a acumulação de cargas negativas atinge um valor elevado, gera-se uma descarga elétrica sobre a forma de raios - visíveis como relâmpagos luminosos - dirigidos para a zona superior da nuvem ou mesmo para o solo. Os raios aquecem instantaneamente o ar e o vapor no seu trajeto, obrigando-os a uma expansão brusca, seguida de rápido arrefecimento e contração. Este aquecimento é tal que origina uma violenta explosão, ouvindo-se então o trovão.
Como o som e a luz viajam a velocidades diferentes, um observador posicionado a alguma distância da tempestade vê o relâmpago uns segundos antes de ouvir o trovão.
Os raios tomam sempre o caminho mais rápido para o solo e frequentemente isso implica a passagem através de objetos altos isolados na paisagem, como por exemplo árvores, casas ou mesmo pessoas.
Como referenciar: trovoada in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 10:05:34]. Disponível na Internet: