Uday Saddam Hussein

Dirigente iraquiano, e filho mais velho do presidente Saddam Hussein, nasceu em 1965.
Uday Saddam Hussein era formado em Ciências Políticas e Filosofia.
Em 1996 foi alvo de um atentado, que o deixou paralítico durante vários meses. Acabou por ficar com dificuldades de locomoção, o que terá impedido que fosse apontado como sucessor do pai na presidência do Iraque. Uday controlou os principais meios de comunicação do país, sendo nomeadamente diretor do canal de televisão iraquiano para a juventude, o que tinha maiores audiências, e do principal jornal do Iraque, o Babel. Também dirigia uma série de jornais menores e uma rádio. Era simultaneamente presidente do sindicato dos jornalistas iraquianos, função que assumiu em 1992. Apesar da filiação dos jornalistas não ser obrigatória aqueles que optavam por não o fazer eram multados. Quanto ao Babel era um jornal criado durante a Guerra do Golfo, em 1991, e servia como veículo de propaganda ao regime de Saddam. Rapidamente se tornou no jornal mais influente do país, também por causa do baixo preço.
Uday era também membro da Assembleia Nacional, responsável pelo Ministério Extraordinário da Juventude e pelo Comité Olímpico Iraquiano. Uday tinha a reputação de ser bastante violento e de torturar atletas iraquianos que não conseguissem bons resultados desportivos.
Após o atentado de que foi vítima em 1996 caiu em desgraça perante o pai ao tomar certa atitudes violentas influenciado pelo álcool. Num jantar de homenagem à primeira dama do Egito Uday teve um acesso de fúria e assassinou um dos provadores de comida. Depois disso Saddam enviou-o para a Suíça, onde esteve quatro meses até regressar por influência da mãe.
Liderou ainda durante alguns anos o grupo paramilitar Fadayeen Saddam.
Uday levava uma vida luxuosa, rodeado de bons carros, e vivia num palácio com um jardim zoológico particular.
A 22 de julho de 2003, Uday foi morto após um ataque desferido pelas forças norte-americanas que invadiram o Iraque. Uday e o seu irmão Qusay Hussein foram detetados pelas tropas norte-americanas escondidos em Mosul. Resistiram à prisão e após uma troca de tiros acabaram por ser mortalmente atingidos numa operação de combate que durou seis horas. Uday e Qusay andavam foragidos desde que os Estados Unidos da América haviam invadido o Iraque em março de 2003.
Como referenciar: Uday Saddam Hussein in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 01:02:52]. Disponível na Internet: