UHF

Em 1978 surgiu em Almada um grupo de quatro rapazes com uma enorme vontade de vencer no mundo da música. Os rapazes eram Américo Manuel (bateria), Carlos Peres (viola-baixo), Renato Gomes (guitarra) e António Manuel Ribeiro (voz e guitarra). O primeiro concerto do quarteto aconteceu em novembro desse ano. O ano seguinte marcou a estreia nas gravações. A Metro-Som editou um EP com os temas "Jorge Morreu", "Aquela Maria" e "Caçada". Por esta altura, a banda já percorria o país, chegando a fazer as primeiras partes de concertos de Dr. Feelgood e de Elvis Costello.
A 16 de agosto de 1980 participam no I Festival Rock, na praça de touros de Cascais, na companhia dos Skids, Tourists, Original Mirrors e 999. Ainda nesse ano, são escolhidos para as primeiras partes de três concertos dos míticos Ramones, em Portugal. O single "Cavalos de Corrida" é editado em outubro e torna-se, em poucos dias, o número um da tabela nacional.
O primeiro álbum do grupo chegou às lojas em 1981. À Flor Da Pele atingiu o galardão de disco de ouro. O single "Rua do Carmo" mantém-se na tabela de singles durante mais de 30 semanas. Em 1982, na editora Rádio Triunfo, é editado o álbum Persona Non Grata, seguindo-se uma digressão pela França e pela Alemanha. Após algumas mudanças na formação da banda, chega às lojas Ares e Bares de Fronteira (1983). No Jogo da Noite (Ao Vivo em Almada) (1985), gravado no Centro Cultural de Alfeite (Almada), foi o primeiro registo ao vivo do grupo.
A banda volta a sofrer alterações no alinhamento, parecendo que tudo girava em torno de António Manuel Ribeiro, principal compositor do grupo e impulsionador das constantes mudanças.
Em 1988 mudam para a editora Edisom e lançam o single "Na Tua Cama" e o álbum Noites Negras de Azul. Seguiram-se alguns EP's e mini-álbuns e, adicionalmente, mais alterações na formação dos UHF.
Depois de algumas edições sem grande expressão, o grupo assina com a BMG. O primeiro disco sob esta assinatura surgiu em 1991. Comédia Humana ficou associado a mais mudanças nos UHF e incluía temas como "Brincar No Fogo" e "De Segunda Até Sexta". No ano seguinte, António Manuel Ribeiro editou o seu primeiro álbum a solo, de título Pálidos Olhos Azuis. Nesse ano, os UHF têm concertos bem sucedidos nos Coliseus de Lisboa e Porto.
Em 1993, surge o disco Santa Loucura. O maior êxito deste registo foi a versão de "Menina Estás à Janela". Ainda nesse ano, os UHF colaboram na compilação Filhos da Madrugada, de homenagem a José Afonso, com o tema "A Morte Saiu À Rua".
No ano de 1995, foi editado o álbum Cheio, com uma nova versão do clássico "Cavalos de Corrida". No ano seguinte, novo disco, com o título 69 Stereo. O single "Foge Comigo Maria" ajuda a trazer o álbum para a ribalta, sendo considerado um dos melhores discos rock nacionais desse ano.
Os meses seguintes marcaram algum descontentamento dos UHF pela desconsideração das editoras. Fundam a Am.Ra Records e editam o disco Rock É! Dançando na Noite.
A compilação Eternamente, em formato duplo, surgiu em 1999. Nessa coleção estavam reunidos os principais temas que o grupo gravou para a EMi, a Edisom e a BMG.
No ano seguinte, António Manuel Ribeiro lança novo trabalho a solo, com o título Sierra Maestra.
Dois anos mais tarde, as Edições Garrido editaram o livro Todas As Faces De Um Rosto, da autoria de António Manuel Ribeiro, com poemas inéditos, letras de canções, notas de estrada e várias fotografias.
Por ocasião do regresso à EMI e da edição de La Pop End Rock (2003), os membros do grupo eram António Manuel Ribeiro, António Côrte-Real, Fernando Rodrigues e Ivan Cristiano.
Como referenciar: UHF in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 01:20:56]. Disponível na Internet: