Universidades para a Terceira Idade

As UTIs (Universidades para a Terceira Idade) são instituições criadas para pessoas com o mínimo de 50 anos. Têm um sistema de ensino próprio e informal, pelo que não estão integradas no sistema escolar. As disciplinas ministradas são de diversas índoles e servem para estimular a atividade intelectual e física dos participantes, apresentando temas da atualidade e reciclando conhecimentos já adquiridos. Nos cursos, estão também incluídas atividades lúdicas, como trabalhos manuais, visitas culturais e ginástica, entre outras. As aulas são dadas por professores, quase todos voluntários, mas com base numa relação informal, aberta e de reciprocidade com os participantes. As mensalidades são bastante acessíveis e as universidades contam com apoios voluntários e, na sua maioria, com o apoio das autarquias. Não conferem graus académicos, apenas certificados de participação.
As primeiras UTIs foram criadas em França nos anos 70. A primeira a aparecer em Portugal foi a Universidade Internacional para a Terceira Idade em 1978, mas só a partir dos anos 90 se desenvolveu efetivamente o interesse por este tipo de instituições em Portugal, que conta já com cerca de 40 estabelecimentos.
Como referenciar: Universidades para a Terceira Idade in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-27 11:56:59]. Disponível na Internet: