Valhadolid

Província da Espanha Central incluída na Comunidade Autónoma de Castela e Leão que tem como capital a cidade de Valhadolid (ou Valladolid, em espanhol). Faz fronteira com as seguintes províncias: Leão a norte, Palência a nordeste, Burgos e Segóvia a este, Ávila e Salamanca a sul, e Zamora a oeste.
Tem uma superfície de 8110 km2. A população absoluta da província de Valhadolid é de 519 249 habitantes, o que equivale a 1,16% da população total de Espanha, tendo uma densidade populacional de 64,0 habitantes por km2 (dados do Instituto Nacional de Estatística espanhol, 2006).
Tem clima temperado continental. Situa-se no planalto de Castela a Velha, na submeseta setentrional, e é atravessada pelo rio Douro. Etimologicamente o termo Valladolid advém da junção do latim Vallis que significa "vale" e do céltico tolitum que significa "lugar de confluência das águas". Há contudo quem defenda que o termo deriva do árabe.
Tendo sido conquistada pelos mouros no século X, a cidade de Valhadolid cresceu ao longo dos séculos tornando-se lugar de residência dos reis de Castela no século XV e permanecendo capital do reino de Espanha até 1561, quando o rei Filipe II se mudou para Madrid. Contudo, entre 1601 e 1606, Filipe III tornou-a, de novo, capital do reino, tendo sido neste período que Cervantes, habitante de Valhadolid, publicou a primeira edição de D. Quixote de la Mancha (1605).
Alguns locais de interesse são: a catedral inacabada, a Praça Maior, o museu nacional de escultura e o Museu da Ciência.
Valhadolid é o motor económico da Comunidade Autónoma de Castela e Leão devido à sua importante indústria automóvel. Aqui, realiza-se também o mais antigo festival de cinema, conhecido pela abreviatura SEMINCI, de Semana Internacional do Cinema, fundado em 1956.
Cristóvão Colombo faleceu em Valhadolid em 1506.
Como referenciar: Valhadolid in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-11 14:46:23]. Disponível na Internet: