Vancôver

A cidade de Vancôver fica situada na província da Columbia Britânica, entre o oceano Pacífico e as Montanhas Rochosas.
Foram os europeus, nomeadamente o capitão inglês George Vancouver, que primeiramente exploraram o território (1790) que coincide com a cidade de Vancôver. Posteriormente, passaram por este território alguns aventureiros à procura de ouro e somente em 1865 foi instituída a primeira colonização permanente no local. Um ano mais tarde, em 1866, Vancôver foi fundada como cidade, ocorrendo nesse mesmo ano um incêndio que destruiu grande parte da mesma. A reconstrução foi rápida e impulsionada pelo desenvolvimento muito ligado à conexão ferroviária transcontinental, de ligação a outras cidades canadianas do leste, e a sul, aos mercados americanos. No início do século XX, a abertura de novas rotas para as embarcações, através do canal do Panamá, proporcionou a ligação à Europa e também à costa leste, constituindo o maior porto no Pacífico, segundo o volume de embarcações.
O desenvolvimento urbano beneficiou de um cuidadoso planeamento, dado que foi conjugado com a paisagem natural, tornando-se numa área populacional muito atrativa. Próximo do centro da cidade, fica localizado o Stanley Park, um dos maiores parques de cidade a nível mundial, com uma área de cerca de 405 hectares.
A atratividade da cidade é provada pela grande quantidade de imigrantes de todas as partes do mundo, possuindo a segunda maior comunidade citadina chinesa da América do Norte (Chinatown), a seguir à de São Francisco. Curiosamente, tem vindo a aumentar o número de imigrantes asiáticos, que têm investido muito na cidade, enquanto que os descendentes britânicos estão em declínio.
Se, no século XIX, os primeiros asiáticos vieram para o oeste do Canadá como mineiros exploradores do ouro ou para trabalhar na construção do caminho de ferro do Pacífico canadiano, em finais do século XX, estes passaram a exercer profissões nas áreas da advocacia, medicina, educação e engenharia.
Como referenciar: Vancôver in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-05-11 05:06:27]. Disponível na Internet: