Venus e Serena Williams

Venus e Serena Williams são duas irmãs norte-americanas que se dedicaram com muito sucesso ao ténis. Venus nasceu a 17 de junho de 1980 em Lynwood, na Califórnia, enquanto Serena nasceu a 26 de setembro de 1981, em Saginaw, no Michigan. As duas começaram a praticar ténis com quatro anos de idade, ambas por iniciativa do pai, Richard, que sempre quis fazer delas campeãs da modalidade. Venus foi assim a primeira a treinar ténis, em recintos públicos de zonas pobres e marginais de Los Angeles, rodeada de traficantes de droga. Em 1990, com apenas 10 anos, Venus já era conhecida um pouco por todo o país e começou a fazer jogos de exibição, ao lado da irmã Serena, contra jogadoras profissionais. No ano seguinte, a família mudou-se para a Florida e as duas irmãs passaram a frequentar uma academia de ténis, sempre sobre a apertada orientação do pai, que, contudo, nunca foi jogador da modalidade. Apesar disso Richard e a mulher Oracene nunca abdicaram de ser os treinadores das filhas. Em 1994, Venus passou a ser profissional, opção tomada por Serena no ano seguinte, e perspetivava-se uma grande carreira para ambas. Esta situação valeu às duas a assinatura de importantes contratos publicitários, mas a confirmação do talento das irmãs Williams ainda demorou algum tempo a acontecer. Os especialistas pensavam que as duas, por não terem passado pelo circuito júnior, ao contrário da maioria dos grandes nomes do ténis, nunca chegariam a ser grandes atletas. No entanto, em 1997, quando era 66.ª do ranking WTA (Women's Tennis Association - Associação de Ténis de Mulheres), Venus, logo na estreia em Grand Slams chegou à final do Open dos Estados Unidos, mas perdeu com a suíça e grande rival Martina Hingis. Nesse mesmo ano, a melhor performance de Serena foi a eliminação, num torneio em Chicago, de dois nomes consagrados como a francesa Mary Pierce e a norte-americana Monica Seles. Foi um feito inédito para uma atleta que estava no 304.º lugar do ranking WTA. Venus chegou ao décimo lugar do ranking WTA em 1998, mas foi só em 1999 que se deu a consagração definitiva. Serena, apesar de mais nova, foi a primeira a brilhar, ao vencer o Open dos Estados Unidos, embora tenha beneficiado do facto da irmã não estar, na altura, nas melhores condições físicas. Mesmo assim, Venus acabou o ano no terceiro lugar do ranking, um lugar à frente de Serena. Em 2000, Venus venceu em Wimbledon (Inglaterra) o seu primeiro torneio Grand Slam, depois de ter afastado a irmã Serena nas meias-finais, e, nesse mesmo ano, ganhou também o Open do Estados Unidos e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Sydney (Austrália). Ainda nos Jogos Olímpicos, conquistou, juntamente com Serena, a medalha de ouro do torneio de pares. Acabou o ano no terceiro lugar do ranking WTA, enquanto a irmã não passou do sexto. Já em 2001, Venus e Serena ganharam na categoria de pares o Open da Austrália, o que lhes permitiu somar triunfos em todas as provas que integram o Grand Slam, já que tinham ganho o Open dos EUA e Roland Garros em 1999 e Wimbledon em 2000. Em fevereiro de 2002, Venus alcançou a primeira posição do ranking pela primeira vez, porém esse seria o ano da sua irmã Serena, que atingiu o topo do ranking, após conquistar três títulos do Grand Slam (Roland Garros, Wimbledon e o Open dos Estados Unidos), vencendo a sua irmã nessas três finais. É de destacar que nessas finais do Torneio de Wimbledon e do Roland Garros foi a primeira vez que duas irmãs se defrontaram na final. Nesse ano, Venus ficou no segundo lugar do ranking e, no ano seguinte, terminou no décimo primeiro lugar do ranking devido a uma época marcada por várias lesões. Quanto a Serena, no ano de 2003, venceu no Open da Austrália e em Wimbledon. Com a vitória na Austrália, Serena tornou-se a quinta mulher a deter, simultaneamente, os quatro títulos do Grand Slam. Nesse ano, terminou a temporada no terceiro lugar do ranking WTA.
Como referenciar: Venus e Serena Williams in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-12 14:57:51]. Disponível na Internet: