verso heroico

Consiste num verso de dez sílabas adotado por Camões nos Lusíadas, tendo sido consagrado como medida por excelência dos poemas heroicos.

O decassílabo clássico chegou a Portugal vindo de Itália através de Sá de Miranda e tornou-se no verso heroico nacional. A sua acentuação recai geralmente na 6.ª e na 10.ª sílabas. Ex.: Devorador incêndio alastra os ares / Enquanto a noite pesa sobre os mares (Camões). O verso heroico tem como variante o sáfico.
Como referenciar: verso heroico in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-16 09:05:45]. Disponível na Internet: