Vicente Jorge Silva

Realizador, jornalista e político português nascido em 1945, no Funchal. Foi obrigado a abandonar o liceu com apenas 15 anos, devido a problemas com a PIDE. Tendo estado em Inglaterra durante algum tempo, regressou à Madeira em 1961, começando a interessar-se por cinema amador, o que o levou a rodar, nesse ano, uma curta-metragem. De 1963 a 1965, esteve em França e em Inglaterra, passando por diversos empregos. Em 1966, novamente na Madeira, relançou um jornal regional quase inativo, o Comércio do Funchal, que, a partir de 1969, começou a ter influência no continente, principalmente na área política da esquerda. Depois de 1974, ingressou como diretor-adjunto no Expresso (onde lançou o "Expresso-Revista") e na RTP, e foi diretor-fundador do Público. Deputado à Assembleia da República pelo Partido Socialista, publica, juntamente com José António Saraiva, o livro O 25 de Abril visto da História: do 25 de Abril às Presidenciais falando do séc. XIX, da República, de Salazar, cuja 2.ª edição foi publicada em 1977 pela Bertrand. Dos filmes que realizou, destacam-se O Discurso do Poder (1976), Vicente Fotógrafo (1978) e Porto Santo (1997).
Como referenciar: Vicente Jorge Silva in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-22 04:39:25]. Disponível na Internet: