Artigos de apoio

Vila Faia
A primeira telenovela portuguesa, com o título "Vila Faia", estreou a 10 de maio de 1982 na Radiotelevisão Portuguesa, tendo estado no ar até ao ano seguinte.
A telenovela, realizada por Nuno Teixeira e produzida pela Edipim, alcançou um grande sucesso junto do público e conseguiu fazer frente à vaga de produções brasileiras que tinha chegado a Portugal após a estreia de Gabriela, da Rede Globo.
Uma das principais armas de "Vila Faia" foi recorrer a atores já conhecidos do grande público, como foi o caso de Nicolau Breyner, Ana Zanatti, Glória de Matos, Helena Isabel, António Montez e Ruy de Carvalho. Mas também serviu para lançar novos talentos, já que foi através desta telenovela portuguesa que se tornaram atores conhecidos nomes como Luís Esparteiro, Nuno Homem de Melo e Margarida Carpinteiro.
A direção de atores esteve a cargo de Nicolau Breyner. Mesmo assim, na altura da estreia, houve imensas críticas à alegada má qualidade de "Vila Faia", muitas vezes comparada aos melhores produtos do género que chegavam do Brasil a Portugal.
O argumento da primeira telenovela portuguesa tinha como tema principal a vida de uma família da classe alta, proprietária de uma empresa de vinhos chamada precisamente "Vila Faia", e procurava retratar a sociedade portuguesa. Assim, para além das personagens da classe alta, incluía também pessoas pertencentes a todos os estratos sociais. Os temas abordados estavam relacionados com a juventude, as relações entre as diferentes gerações e a solidão.
A ideia do argumento foi de Odette de Saint-Maurice, mas houve lugar a uma recriação para adaptar a história à televisão que esteve a cargo do jornalista João Alves da Costa e de Francisco Nicholson, dupla responsável também pela autoria dos diálogos.
Apesar das críticas iniciais, o sucesso de Vila Faia fez com que a telenovela fosse reposta mais do que uma vez na televisão e ainda permitiu que se desenvolvesse este género televisivo e aparecessem outras produções do género como "Origens", "Chuva na Areia", "Passerelle", "Olhos de Água" e "Nunca Digas Adeus", entre outras.
Como referenciar: Vila Faia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-08-18 17:37:12]. Disponível na Internet: