Volney

Conde de Volney, Constantin François de Chasseboeuf, nascido em 1757 e falecido em 1820, foi um apaixonado pela história e pelas línguas antigas. Órfão de mãe, desde os dois anos, estudou num colégio de Angers, onde se revelou brilhante. Apesar de aos dezassete anos ser emancipado pelo pai, a sua liberdade foi usada no estudo da medicina e das línguas orientais. Depois de em 1781 herdar uma importante fortuna, decide viajar pelo Oriente, ao encontro das antigas religiões e movido pela curiosidade filosófica. É nesta altura, antes de partir, que decide mudar o apelido de Boisgirais, que possuía, para o de Volney, formado pela contração de Voltaire et Ferney, os autores que marcaram o seu pensamento. A publicação da obra Viagem ao Egito e à Síria, em 1787, celebrizou-o, encontrando um público recetivo que apreciou a sua eloquência e o seu génio.
Em 1789, foi eleito deputado aos Estados Gerais, sendo primeiro secretário na Assembleia Constituinte. Depois de preso durante o regime do Terror, é nomeado para a Câmara de Pares durante a Restauração.
Arabista, historiador e político ligado à Revolução Francesa, é autor de Ruínas ou Meditações sobre as Revoluções dos Impérios (muitas vezes conhecido por As Ruínas de Palmira, pois a descrição das ruínas daquele lugar, que abre majestosamente o livro, é uma das mais belas páginas da literatura francesa, como reconhece Larousse).
Como referenciar: Volney in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 04:56:31]. Disponível na Internet: