Wangari Maathai

Política e ecologista queniana nascida a 1 de abril de 1940, em Neyri, no Quénia. Formada em Biologia, doutorou-se em Anatomia, em 1971, na Universidade de Nairobi, tornando-se na primeira mulher da África Central a tirar um doutoramento. Foi diretora da Cruz Vermelha queniana, durante 7 anos, exerceu vários cargos docentes universitários e fundou em 1977 o Green Belt Movement, um importante movimento ecológico contra a desflorestação, que visa a plantação de árvores em África.
Membro ativo do Conselho Nacional das Mulheres do Quénia, de 1976 a 1987, de que foi presidente a partir de 1981, enveredou por uma carreira política, concorrendo às eleições presidenciais em 1997, não tendo saído vencedora. Foi eleita para o parlamento em 2002 e, no ano seguinte, ocupou o cargo de vice-ministra do Ambiente.
Figura incansável na luta pela paz, pelos direitos humanos e pela proteção do ambiente, recebeu vários prémios de reconhecimento pelo seu esforço. Em 2004, foi galardoada com o Prémio Nobel da Paz.
Como referenciar: Wangari Maathai in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-05 10:17:52]. Disponível na Internet:
OUTROS ARTIGOS