Washington Luís

Presidente da República, advogado e político brasileiro, Washington Luís Pereira de Sousa nasceu a 26 de outubro de 1869, em Macaé, no Estado do Rio de Janeiro (Brasil).
Em 1891, concluiu o curso pela Faculdade de Direito de São Paulo e, um ano depois, começou a trabalhar como promotor público de Barra Mansa (Estado do Rio de Janeiro). Em 1893, mudou-se para Batatais, no Estado de São Paulo, onde exerceu advocacia e onde iniciou a sua carreira política como vereador e intendente municipal. Entre 1904 e 1906, foi eleito deputado estadual e, mais tarde, trabalhou na Secretaria da Justiça e Segurança Pública até 1912. Tornou-se perfeito da cidade de São Paulo (1914-1920) e foi presidente desse Estado (1920-1924), ficando conhecido durante a sua presidência pelo lema "Governar é abrir estradas", pois investiu na modernização das redes de transportes. Para isso, construiu 1326 km de novas estradas rodoviárias, melhorou as condições de navegabilidade do rio Paraíba com os rios Guararema e Queluz, eletrificou o caminho de ferro de Campos do Jordão e autorizou a construção de uma ponte, em Porto Cemitério. Para exaltar e divulgar o passado glorioso do povo paulista, fundou o Museu Histórico Republicano de Itu. Em 1925, exerceu o posto de senador, ocupando a vaga criada pela morte de Alfredo Ellis. Entre 1926 e 1930, foi presidente da República do Brasil. Durante esse período teve de enfrentar a crise económica internacional de 1929, que provocou uma acentuada quebra das exportações brasileiras, nomeadamente a do café (produto primário da economia daquele país), e consequente quebra do poder político dos Estados de São Paulo e de Minas Gerais, dado que era, nesses estados, que residiam os principais cafeicultores. Teve de enfrentar ainda o movimento revolucionário de 1930 que resultou de uma questão política interna (quebra da política café com leite, que consistia numa política tradicional de alternância no poder de paulistas e mineiros) e que levou à deposição de Washington Luís, terminando assim a "República Velha".
Obrigado a exilar-se, o político viveu dezassete anos entre a Europa e os Estados Unidos da América. Em 1947, regressou ao Brasil e ocupou-se da redação de obras de carácter histórico.
Washington Luís faleceu a 4 de agosto de 1957, em São Paulo.
Como referenciar: Washington Luís in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-03-30 17:36:34]. Disponível na Internet: