William Pitt, o Velho

William Pitt, o Velho, foi o 1.º conde de Chatham e nasceu em Londres a 15 de novembro de 1708, tendo falecido em Hayes (Kent), a 11 de maio de 1778.
A situação económica da sua família, cuja fortuna fora amealhada por Thomas Pitt, o seu avô, que enriquecera na Índia, permitiu-lhe desfrutar de uma cuidada educação no Colégio de Eton e na Universidade de Oxford. Em 1735, entrou para o Parlamento, onde se destacou como um brilhante orador da Oposição a Sir Walpole, que foi forçado a resignar em 1742. O rei Jorge II recusou dar-lhe um importante cargo político, mas em 1746 foi feito tesoureiro do exército. A sua atuação pautou-se pela defesa do poder imperial. A oportunidade de pôr em prática os seus projetos surgiu em 1754 quando a Inglaterra entrou em guerra com a América e em 1756 na Guerra dos Sete Anos. De início a Inglaterra estava muito debilitada, todavia fortaleceu-se em 1757, quando William Pitt e o duque de Newcastle formaram um ministério dominado pelo primeiro.
A morte de Jorge II em 1760 veio a alterar a situação política, o seu sucessor Jorge III destituiu Pitt e Newcastle. Em 1761 Newcastle demitiu-se quando sugeriu o ataque a Espanha, um conselho recusado pelo rei e pelo gabinete. Em 1762 a Espanha declarou guerra e as forças reunidas por Pitt atuaram na Florida, em Havana e em Manila. Apesar do Tratado de Paris de 1763 reconhecer a supremacia inglesa, Pitt criticou-o severamente.
Em 1765 não apresenta a pujança dos primeiros tempos. Neste ano defendeu a resistência dos americanos ao Stamp Act, e no ano seguinte o rei Jorge III nomeou-o conde de Chatham, atribuindo-lhe igualmente a liderança de um governo não-partidário para tentar resolver as tensões criadas entre a metrópole e a colónia; contudo, o seu segundo ministério falhou, vindo a desintegrar-se em 1768. Em 1778, na Casa dos Lordes, proferiu um discurso contra a independência americana que marcou o fim da sua carreira política.
Como referenciar: William Pitt, o Velho in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 01:39:26]. Disponível na Internet: