William Powell

Ator norte-americano extremamente popular nas décadas de 30 e 40 do século XX, nasceu a 20 de julho de 1892 e morreu a 5 de março de 1984. Estreou-se como ator nos palcos da Broadway até ser chamado pelo ator e realizador John Barrymore para um pequeno papel no filme mudo Sherlock Holmes (1922). Chamou a atenção dos críticos pela sua interpretação de um realizador impiedoso em The Last Command (A Última Ordem, 1928). Com o advento do som, Powell tornou-se um ator célebre, especialmente depois de vestir a pele do detetive Philo Vance numa série de filmes. Foi também como detetive que arrecadou a sua primeira nomeação para o Óscar de Melhor Ator pelo filme The Thin Man (O Homem Sombra, 1934). Uma das primeiras vedetas de Hollywood, envolveu-se em romances com as mais categorizadas atrizes de então: Carole Lombard e Jean Harlow. A sua personagem de mordomo em My Man Godfrey (Doidos Milionários, 1936) trouxe-lhe nova nomeação para o Óscar de Melhor Ator. Repetiu-a onze anos mais tarde pelo papel de pai excêntrico em Life With Father (A Culpa É do Papá, 1947). Despediu-se do cinema com Mister Roberts (1955).
Como referenciar: William Powell in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 14:17:20]. Disponível na Internet: