Willie Nelson

Cantor country norte-americano, durante os anos 60, Willie Nelson, nascido a 30 de abril de 1933, dedicou-se à composição para outros artistas, tais como Ray Price ("Night Life"), Patsy Cline ("Crazy"), Faron Young ("Hello Walls") and Billy Walker ("Funny How Time Slips Away"). Gravou também alguns temas de razoável sucesso, tais como "Willingly" (1962), "Touch Me" (1962) e "Bring Me Sunshine" (1969).
Os anos 70 catapultaram-no para o estrelato, graças a álbuns como Shotgun Willie (1973), Phases And Stages (1974), Red Headed Stranger (1975) e Stardust (1978).
Outros trabalhos de relevância foram Always On My Mind (1982), City Of New Orleans (1984), The Promised Land (1986), Who'll Buy My Memories?: The IRS Tapes (1991, resultado de uma longa batalha legal por problemas com impostos), Waylon And Willie: If I Can Find A Clean Shirt (1991, ao lado de Waylon Jennings), Across The Borderline (1993), Spirit (1996) e Teatro (1998). Do longo repertório de temas de sucesso que gravou destacam-se "Bloody Mary Morning", "After The Fire Is Gone", "Blues Eyes Crying In The Rain" (de Roy Acuff), "Good Hearted Woman" (em dueto com Waylon Jennings), "Remember Me," "If You've Got The Money I've Got The Time," "Uncloudy Day", "On The Road Again", "Always On My Mind" (versão do tema popularizado por Elvis Presley) e "To All The Girls I've Loved Before" (em dueto com Julio Iglesias).
No cinema surgiu em Electric Horseman (1979), Honeysuckle Rose (1980), Thief (1981), e Barbarosa (1982).
Em 1985, formou os Highwaymen, com Waylon Jennings, Johnny Cash e Kris Kristofferson, tendo gravado o êxito Highwayman.
Em 1993 foi induzido ao Country Music Hall of Fame.
Participa com frequência no Farm Aid, concerto anual de beneficiência pelos agricultores pobres norte-americanos.
Mantendo um percurso bastante consistente, o músico grava com regularidade, tendo uma extensa discografia. Em 2003, viu o seu nome acrescentado à série The Essential, num álbum duplo onde estão guardados os principais êxitos da sua longa carreira, gravados no final da década de 70 e início da década seguinte, na vigência da ligação do cantor à Columbia. Esta fase correspondeu também ao período de maior fulgor do percurso de Willie Nelson, durante o qual foi premiado com cinco Grammys.
Como referenciar: Willie Nelson in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-09 21:32:47]. Disponível na Internet: