Wong Kar-Wai

Realizador e argumentista chinês, nasceu em 1958, em Xangai, e emigrou para Hong-Kong com apenas cinco anos, juntamente com a sua família.
Frequentou uma escola de arte e formou-se em Design Gráfico na Escola Politécnica de Hong-Kong em 1980, após o que se tornou assistente de produção de televisão, tendo trabalhado em algumas séries para televisão. Mais tarde, fez argumentos para programas de televisão e para cinema.
Em 1988, estreia-se como realizador e assina o argumento do filme Wong gok ka moon, um drama que mostra o seu estilo visual muito pessoal. Foi visto na Semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes. O seu filme seguinte foi A Fei jing juen, que ganhou cinco prémios do cinema de Hong-Kong, incluindo o de melhor filme e melhor realizador. Três anos depois, realiza Dung che sai duk, um drama pouco convencional sobre artes marciais. No mesmo ano, realiza ainda o filme Chong quing sen lin (Chungking Express, 1994), que teve grande sucesso e se tornou num filme de culto, dando a conhecer o nome de Kar-Wai ao público internacional. Volta a ganhar o prémio de cinema de Hong-Kong para melhor realizador e é nomeado para o prémio Independent Spirit para melhor filme estrangeiro.
Em 1995, realiza e é responsável pelo argumento de Duo luo tian shi (Anjos Caídos), que teve sucesso junto da crítica e do público. Realiza depois Cheun gwong tsa sit (Felizes Juntos, 1997), cujo argumento também é seu, e pelo qual recebe o prémio de melhor realizador do Festival de Cannes, sendo nomeado para a Palma de Ouro.
Com Fa yeung nin wa (Disponível para Amar, 2002), recebe a sua segunda nomeação para a Palma de Ouro do Festival de Cannes e ganha o César para melhor filme estrangeiro. Um filme romântico sobre um homem e uma mulher que criam uma ligação forte quando descobrem que os seus cônjuges têm outros relacionamentos.
Em 2004, realiza 2046, a sua primeira incursão pela ficção científica, numa história de um escritor que usa as recordações das mulheres que marcaram a sua vida como inspiração para um romance de ficção científica. Com 2046, Kar-Wai recebe a sua terceira nomeação para a Palma de Ouro de Cannes, entre várias outras nomeações e prémios.
Como referenciar: Wong Kar-Wai in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-01-27 20:26:19]. Disponível na Internet: