Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

António Rodrigues Sampaio

Político liberal e jornalista português, nascido em 1806, em S. Bartolomeu do Mar, Esposende, e falecido em 1882, na mesma localidade, foi um dos homens mais destacados do seu tempo, batendo-se pelo estabelecimento do constitucionalismo no País e, depois da Regeneração, desempenhando funções de grande relevo.
Iniciou uma carreira eclesiástica mas, preso aos vinte e dois anos sob suspeita de simpatia pelos ideais liberais, abandonou-a definitivamente. Esteve durante cerca de dois anos e meio no cárcere. Uma vez libertado, participou nas Lutas Liberais, na fação de D. Pedro.
Após a Revolução de setembro de 1836, ascendeu a cargos importantes na administração do reino. Foi secretário da administração-geral do distrito de Bragança e administrador-geral do distrito de Castelo Branco.
António Rodrigues Sampaio (1806-1882), o maior representante do nosso realismo romântico
António Rodrigues Sampaio, político português
A sua atividade jornalística, que desde o início da década de 1830 o fazia notado - a primeira experiência foi no jornal A Vedeta da Liberdade, ganhou especial relevo com A Revolução de setembro, periódico que dirigiu a partir de 1844. Nos anos seguintes, os destinos do jornal e do próprio diretor sofreram com as vicissitudes da política: devido sobretudo à sua oposição ao regime de Costa Cabral, o órgão chegou a ter que ser publicado clandestinamente (aliás, como outros títulos que Rodrigues Sampaio publicou) e o próprio publicista foi preso uma vez mais, embora por pouco tempo, e depois andou fugido.
Após a Restauração, Sampaio voltou a ocupar cargos públicos, agora de relevo maior. Eleito para a Câmara dos Deputados em 1851, só a deixou em 1878, altura em que foi elevado a par do Reino, o que lhe deu acesso à Câmara Alta. Aí se manteve politicamente ativo.
Foi membro do Governo por diversas vezes, em 1870, 1871-1877 e 1878. Em 1881 ocupou mesmo a presidência do Conselho de Ministros.
Sampaio sempre se bateu por um conjunto de ideias de pendor democrático. Em conformidade, a sua ação reformadora apostou na promoção da instrução das populações (merecendo destaque a lei do ensino primário de 1881), no livre associativismo como forma de proporcionar aos cidadãos intervenção na sociedade, na descentralização administrativa e no municipalismo.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – António Rodrigues Sampaio na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-25 20:52:16]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros