Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Sião

O reino do Sião, ao qual os portugueses chegaram entre 1511 e 1513, estendia-se, nesse século, pela costa do Tavai até ao reino de Pegu, constituindo a mais sólida entidade política e territorial da região e, no Sudeste da Ásia, o maior estado habitado por gentios. A sua capital era Ayuthia ou, conforme designado nas crónicas portuguesas, Odiá ou Hudiá.
Pertencia também ao sultanato a cidade de Malaca, tendo Vasco da Gama, na altura da sua conquista, proposto ao sultão siamês um esforço conjunto para a sua tomada, uma vez que a dita cidade já tinha estado sob o domínio do reino do Sião. Porque não houve uma resposta atempada do soberano, aquela acabaria por ficar exclusivamente sob alçada portuguesa.
O contacto com o reino siamês iniciou-se quase imediatamente após a conquista de Malaca por Afonso de Albuquerque, tendo nesta altura o comandante enviado mensageiros aos reinos que eram importantes para a política e para o comércio desta praça indiana. Assim, Duarte Fernandes foi o primeiro mensageiro a chegar ao reino de Ayuthia, em 1511. Transportado por um junco da China, entregou a mensagem de pacificação que transportava e, em troca, foi enviado um outro mensageiro pelo rei do Sião, que por sua vez respondeu favoravelmente, presenteando Albuquerque. Deslocou-se então um outro emissário português a Ayuthia, António de Miranda, com o fim de assegurar um livre-trânsito aos naturais do Sião que desejassem atravessar águas de Malaca, assim como aos que quisessem estabelecer-se nesta cidade, enquanto que o Sião respondeu, abrindo iguais precedentes comerciais a Portugal.
O produto maioritariamente importado do Sião, uma região que dependia essencialmente da agricultura, era o arroz (do qual dependia a subsistência de muitas das praças conquistadas pelos portugueses, como, por exemplo, Malaca), apesar de também se importarem benjoim (uma espécie de resina vendida por elevadas quantidades de dinheiro), pedrarias, almíscar e lacre.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Sião na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-30 20:35:06]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros