Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

Ryan O'Neal
favoritos

Ator norte-americano nascido a 20 de abril de 1941, em Los Angeles, na Califórnia morreu a 8 de dezembro de 2023 na sua cidade natal.

Filho dum consagrado argumentista de Hollywood, viveu uma adolescência rebelde, tendo estado detido por participar em diversas rixas de bar. Trabalhou como pugilista e dupla antes de dar os primeiros passos como ator nas soap-operas televisivas Empire (1962) e Peyton Place (1964-1969). Estreou-se cinematograficamente em The Big Bounce (1969), mas não teve que esperar muito pelo estrelato.

No ano seguinte, protagonizou com Ali MacGraw o sucesso Love Story (História de Amor, 1970) onde desempenhou o papel de Oliver Barrett, um jovem milionário estudante de Direito em Harvard que se apaixona por uma jovem com uma doença terminal. A prestação valeu-lhe a nomeação para o Óscar de Melhor Ator e convites para participar em dois projetos de Peter Bogdanovich: What's Up, Doc? (Que se Passa, Doutor?, 1972) e Paper Moon (Lua de Papel, 1973), onde conseguiu uma inesquecível interpretação como Moses, um ex-presidiário que viaja pela zona interior dos EUA, juntamente com uma criança (interpretada por Tatum O'Neal, sua filha na vida real), e que ganha a vida a ludibriar incautos, vendendo bíblias a famílias recém-enlutadas.

Stanley Kubrick chamou-o para protagonizar Barry Lyndon (1975), mas a partir daí, a sua carreira entrou numa fase de acentuado declínio, acumulando sucessivos revezes comerciais. Em 1981, iniciou um mediático romance com Farrah Fawcett que terminou em 1997.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Ryan O'Neal na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-28 18:43:54]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe