ágar-ágar

O ágar-ágar é uma substância mucilaginosa que se encontra em plantas marinhas e é comercialmente extraído das paredes celulares das algas marinhas vermelhas. Uma vez seco, emprega-se em meios de cultura microbiológica e em preparações como agente solidificante.

Este material é comercialmente fornecido desidratado em grânulos ou em pó e aumenta de volume em contacto com a água. A capacidade do ágar permanecer como gel sólido a temperaturas inferiores a 38oC é uma propriedade importante, que não é encontrada em muitos outros géis.

A gelatina, por exemplo, torna-se fluída quando a temperatura atinge os 37oC, temperatura esta a que crescem muitos microrganismos, razão por que esta deixou de ser usada como agente solidificante para meios microbiológicos.

Uma vez que a grande maioria dos microrganismos cultivados em laboratório não destroem o ágar, este é o principal meio usado como agente solidificante em meios de cultura.

Quimicamente, o ágar-ágar é um polissacarídeo complexo composto de galactose e ácido galacturónico, esterificado com ácido sulfúrico.
Como referenciar: ágar-ágar in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 15:00:15]. Disponível na Internet: