arco (mitologia)

O arco é, em sentido terreno, um instrumento nobre de cavalaria usado por Arjuna, na mitologia védica indiana, pelos nobres chineses e japoneses e também pelos cavaleiros medievais europeus. É um símbolo do destino, representando a vontade divina que nenhum humano poderá evitar, como era o caso do deus egípcio Anúbis, que, munido do seu arco, velava sobre os vivos e os mortos com o mesmo sentido de inevitabilidade. No âmbito espiritual, é um instrumento de sublimação e de transformação de desejo. Representado como um arco-íris, é neste sentido que ele é utilizado por Shiva Nataraja, o rei dos dançarinos, na procura da evolução humana no despertar da Kundalini, a energia serpentina que através dos chakras, ou pontos de energia ao longo da coluna vertebral, eleva o ser humano até à realização. É o instrumento dos virtuosos e puros de coração, utilizado nos rituais de iniciação para selecionar os melhores e os eleitos. Em termos mitológicos, a flecha é, muitas vezes, associada ao raio e ao relâmpago e estes estão muitas vezes representados nas flechas de índios da América. No Islão, arco e flecha simbolizam, respetivamente, a justiça de Alá e a sua força de erradicação do mal e da ignorância. No panteão dos deuses indianos, o arco de Vixnu é destruidor, enquanto que as cinco flechas de Kama, o deus do amor, representam os cinco sentidos, e em Parvati, a flecha é a manifestação dos cinco princípios elementares. A deusa romana Diana era representada com um arco, pelo seu poder sobre a atividade da caça e dos caçadores. O deus arqueiro grego Apolo tem concentrada a energia do Sol no seu arco e flechas, com todo o seu poder fecundante e purificador. Por ser o eleito, Ulisses era o único guerreiro capaz de retesar o arco, símbolo do poder real. Na Bíblia, assim como entre os Hebreus, o arco é utilizado como um símbolo do poder divino. No zodíaco, o arco e a flecha são o símbolo de Sagitário, que atira em direção aos céus como símbolo de elevação superior. Na Índia, a constelação de Sagitário era conhecida pelo nome de Dhanus, o Arco, e na Grécia era o arqueiro Toxotes.
Como referenciar: Porto Editora – arco (mitologia) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-26 14:21:36]. Disponível em