Áustria de Viena

Clube de futebol austríaco, o Áustria de Viena foi fundado a 12 de março de 1911 por um grupo de jogadores e dirigentes de uma coletividade de críquete vienense. Na época a equipa chamava-se Clube Amador de Viena e conquistou o seu primeiro título em 1924. Em 1926, o clube tornou-se profissional e mudou a designação para FK Áustria de Viena. Logo nessa temporada ganhou o campeonato nacional.
Na década de 30, a equipa, conhecida por "violetas" devido à cor do equipamento, viveu um período áureo, com a conquista da antiga competição europeia, a Taça Mitropa em 1933 e 1936.
No entanto, o clube vienense foi gravemente afetado pela ditadura nazi imposta pela Alemanha em finais da década de 30, já que grande parte dos dirigentes eram judeus.
Após o final da Segunda Guerra Mundial e a derrota dos nazis, em 1945, o Áustria de Viena recuperou o seu prestígio voltando a ser um dos maiores clubes austríacos.
Na década de 70 a equipa ganhou mais quatro campeonatos austríacos, beneficiando do contributo de futebolistas como Polster e Prohaska, um dos melhores jogadores do mundo. Em 1977/78 o Áustria de Viena chegou à final da Taça UEFA, mas perdeu o jogo por 4-0 frente aos belgas do Anderlecht.
Os anos 80 ficaram marcados pela conquista de mais cinco títulos, o último dos quais em 1986, de novo com o contributo de Prohaska, que regressou em 1983 ao clube após três temporadas a jogar em Itália e se retirou-se como jogados em 1989. Em março de 1990 Prohaska tornou-se treinador do clube, vencendo nessa condição os campeonatos de 1990/91 e 1991/92, assim com a Taça da Áustria em 1990 e 1992. Já sem Prohaska como técnico, o Áustria de Viena ainda ganhou o campeonato de 1992/93, mas depois esteve dez anos sem conquistar títulos.
O Áustria de Viena voltou a triunfar no campeonato em 2002/2003, contando com o contributo do avançado alemão Sean Dundee.
Como referenciar: Porto Editora – Áustria de Viena na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-17 16:47:00]. Disponível em