azoteto

Um azoteto, também designado por azida, consiste num composto que contém o ião N3- ou o grupo –N3.
As azidas são sais do ácido hidrazóico, cuja fórmula é HN3.
As azidas de metais pesados são muito explosivas. De entre estas, destaca-se a azida de chumbo (Pb(N3)2), que é muito utilizada como explosivo inicial, e a azida de sódio. Esta última é um sólido cristalino branco ou incolor, de fórmula NaN3, solúvel na água e ligeiramente solúvel em álcool. Cristaliza no sistema hexagonal, possui uma densidade relativa de 1,846 e decompõem-se por aquecimento. É obtida por ação do óxido de azoto (I) em sodamida quente (NaNH2). A azida de sódio tem como principal aplicação a utilização como reagente orgânico na produção de detonadores.
Uma outra azida de especial importância, e da qual os seus sais produzem outras azidas, é a azida de hidrogénio, mais vulgarmente conhecida por ácido hidrazóico ou azoimida. Esta caracteriza-se por ser um líquido incolor, de fórmula HN3, ponto de fusão de -80 ºC, ponto de ebulição de 37 ºC e densidade relativa de 1,09.
Esta azida obtém-se por reação do óxido de amido e do nitrato de sódio a 175 ºC seguida da destilação de uma mistura de azida de sódio resultante e de um ácido diluído.
A azida de hidrogénio é altamente tóxica e um poderoso redutor, que explode na presença de oxigénio e de outros agentes de oxidação.
Como referenciar: Porto Editora – azoteto na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-27 22:47:36]. Disponível em