Barry Sonnenfeld

Realizador, produtor e diretor de fotografia norte-americano, Barry Sonnenfeld nasceu a 1 de abril de 1953 em Nova Iorque. Homem de múltiplos talentos, formou-se pela Escola de Cinema e Televisão da Universidade de Nova Iorque em 1978, e começou a sua carreira como operador de câmara em filmes hardcore. Mais tarde, trabalhou como diretor de fotografia no documentário de Meg Switzgable In Our Water (1982), que na altura recebeu uma nomeação para o Óscar de Melhor Documentário.
Em 1984, foi convidado pelos irmãos Coen para trabalhar no thriller Blood Simple (Sangue por Sangue) como diretor de fotografia, marcando uma colaboração entre ele e os irmãos Coen que continuou com a comédia Raising Arizona (Arizona Júnior, 1987) e o thriller Miller's Crossing (Histórias de Gangsters, 1990). Trabalhou também com Danny DeVito em Throw Mamma from the Train (Atira a Mamã do Comboio, 1987) e, no ano seguinte, em Big, a comédia familiar realizada por Penny Marshall e protagonizada por Tom Hanks. Em 1989, colaborou com Rob Reiner na comédia romântica When Harry Met Sally (Um Amor Inevitável), com Meg Ryan e Billy Crystal, voltando a dirigir a fotografia de outro filme de Reiner, o thriller Misery (Misery - Capítulo Final, 1990), uma adaptação do livro de Stephen King.
O seu primeiro trabalho como realizador surgiu em 1991 e foi bem recebido pelo público: The Addams Family (A Família Addams), uma comédia de horror baseada na série televisiva homónima sobre uma família altamente excêntrica. Teve a sua sequela em 1993, Addams Family Values (A Família Addams 2), com o mesmo elenco composto por Angelica Huston, Raul Julia e Christina Ricci.
Em 1995, realizou a bem-sucedida comédia dramática Get Shorty (Jogos Quase Perigosos), uma adaptação do livro de Elmore Leonard, com John Travolta no papel de Chili Palmer, um mafioso que decide investir no mundo cinematográfico. Foi convidado posteriormente por Steven Spielberg para realizar a comédia de ficção científica Men in Black (Homens de Negro, 1997), com Tommy Lee Jones e Will Smith, que se tornou um verdadeiro sucesso de bilheteiras, sendo uma vez mais também elogiado pela crítica. Realizou depois o western Wild Wild West (1999), com Will Smith, Kevin Kline e Kenneth Branagh, uma adaptação de uma série televisiva antiga. Em 2002, realizou Big Trouble (Grande Sarilho), baseado no livro de Dave Barry, e a sequela Men in Black II (Homens de Negro II, 2002), que igualou o filme original em sucesso junto do público e da crítica.
Como referenciar: Barry Sonnenfeld in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-26 09:40:19]. Disponível na Internet: