Bertha von Suttner

Romancista e ativista política austríaca, de nome completo Bertha Felicie Sophie von Suttner, nasceu em 1843, em Praga, na atual República Checa, como Condessa Kinsky, e morreu em 1914, em Viena, na Áustria. Na sua juventude estudou línguas e música. Aos trinta anos foi para Viena trabalhar como dama de companhia das filhas da família Suttner, onde veio a conhecer o seu marido, filho mais novo dos Suttner. Ainda solteira foi secretária de Alfred Nobel, acabando por se tornar sua amiga. Como o seu casamento não agradou à família Suttner, o casal decidiu fugir para o Cáucaso. Aí sobreviveram durante nove anos à custa de aulas de música e de línguas, e da escrita. Após esse período, regressou à Áustria, onde viria a escrever a maior parte da sua obra. Em 1886 interessou-se pela Associação Internacional para a Paz e para a Arbitragem. Com a publicação de Die Waffen Nieder (1889) converteu-se numa líder ativa do movimento pacifista. Foi informando regularmente o seu amigo Alfred Nobel sobre as ações do movimento, cujo desempenho incentivou Nobel a pensar na criação de um prémio para a Paz. Além da sua obra veicular toda a sua ideologia pacifista, Bertha participou em várias sociedades de paz e congressos internacionais passando a dedicar todo o seu tempo a promover um projeto de paz. Em 1891 fundou a Sociedade austríaca dos amigos da Paz e por todo o seu desempenho recebeu o Prémio Nobel da Paz em 1905.
Como referenciar: Bertha von Suttner in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-25 04:36:43]. Disponível na Internet: