C. S. Forester

Escritor e homem de letras britânico, Cecil Lewis Troughton Smith nasceu a 27 de agosto de 1899, na cidade do Cairo, no Egito, e faleceu a 2 de abril de 1966, em Fullerton, no estado norte-americano da Califórnia.
Filho de um funcionário público inglês, destacado como professor pelo Ministério da Educação do Egito, na época sob protetorado britânico, acompanhou a mãe no seu regresso a Londres em 1901.
Ao atingir a idade escolar, ingressou na Alleyne's School, onde permaneceu até 1915, altura em que transitou para o Dulwich College com o intuito de formalizar os seus estudos preparatórios. Como a Primeira Grande Guerra deflagrou em 1914, tentou alistar-se no exército, mas acabou por ser declarado inapto por razões fisiológicas. Um dos seus irmãos mais velhos, médico militar, foi-lhe enviando uma mesada para que Cecil pudesse também estudar Medicina. Matriculou-se então na Guy's Medical School, mas revelou-se um estudante pouco convicto.
Preferindo a escrita como sua verdadeira vocação, abandonou definitivamente o curso em 1921 e adotou o pseudónimo de 'Cecil Scott Forester' pelo qual se tornou conhecido. No ano seguinte publicou o seu primeiro livro, com o título Victor Emmanuel II (1922), uma biografia do monarca italiano.
Após ter consagrado alguns volumes à vida de Napoleão e da sua consorte, Josefina, conseguiu uma certa atenção por parte da crítica ao publicar o romance A Pawn Among Kings (1924), no qual contava a história de uma mulher com o poder de perturbar o raciocínio de Napoleão Bonaparte, levando-o a cometer erros estratégicos crassos.
C. S. Forester pôde estabelecer-se definitivamente como escritor após o aparecimento de Payment Deferred (1926), romance de sucesso que contava a história de um homem que resolve envenenar o seu próprio sobrinho para lhe apanhar a fortuna, acabando por ser descoberto e enforcado. Com os proventos da obra, C. S. Forester contraiu um matrimónio secreto com Kathleen Belcher, uma amiga de infância, com quem fugiu numa viagem a bordo de um veleiro, e que o levou até França e Alemanha. Com base nos diários de bordo, publicou Voyage Of The 'Annie Marble' (1929) e The 'Annie Marble' In Germany (1930).
Em 1932, e após ter dado ao prelo trabalhos de ficção militar e naval, como, por exemplo, Brown On Resolution (1929), assinou um contrato com a indústria cinematográfica de Hollywood para desempenhar as funções de argumentista para um filme sobre piratas. Não obstante, antes de poder terminar o argumento, uma companhia rival plagiou o seu enredo, que acabou por ser rodado com o título Captain Blood, com a presença de Errol Flynn no elenco.
Regressando à Europa, em parte por não se querer envolver nas complicações legais da reclamação dos direitos de autor da obra, em parte para se escapulir à paternidade de uma criança concebida por uma cantora de ópera, delineou a personagem que o imortalizou como romancista. The Happy Return (1937) apresentava ao público o célebre comandante da armada britânica Horatio Hornblower, homem honrado, tímido e valente, frequentemente vítima de injustiças que consegue destrinçar sobretudo graças à sua conduta exemplar. Muitos volumes surgiram depois, recontando anacronicamente episódios da vida de Hornblower, tornando-o inesquecível e servindo para reavivar o género da ficção naval. São disso exemplo títulos como Captain Hornblower (1939), The Commodore (1945), Lord Hornblower (1946) e The Hotspur (1962).
Tendo-lhe sido diagnosticada arteriosclerose múltipla, C.S. Forester optou por se mudar para o clima mais benéfico da Califórnia. Após a Segunda Guerra Mundial, a sua saúde deteriorou-se seriamente. Foi vítima de um ataque cardíaco em 1961 e de um acidente vascular cerebral que o deixou hemiplégico em 1964.
Como referenciar: C. S. Forester in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-07 23:13:17]. Disponível na Internet: