Cerco de Viena

Em 1683, a cidade de Viena foi novamente cercada pelos turcos (aliás, a cidade já tinha sido fustigada anteriormente por este povo) de Kara Mustafá, vizir do sultão, com 200 mil homens. Os defensores, enviados pelo conde Rüdiger de Starhemberg, eram somente 20 mil. Quando as tropas turcas se preparavam para o último assalto, eis que surgem na cidade o rei da Polónia, João Sobieski, e o duque de Lorena, Carlos V. O ataque aos invasores por Nussdorf e Heiligenstadt foi decisivo e vitorioso, libertando a Cristandade dos seus inimigos. Com o reinado de Carlos VI, Viena recupera nova vida, tornando-se o centro de uma atividade cultural e social que jamais iria perder.
Como referenciar: Cerco de Viena in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 11:19:06]. Disponível na Internet: