conjunção

De acordo com a gramática tradicional, as conjunções são palavras que servem para relacionar duas frases (orações) ou dois termos semelhantes da mesma frase (oração). Não desempenham funções sintáticas na frase a que pertencem, desempenhando apenas a função de elementos de ligação sintática e semântica, contribuindo para a coesão do texto ou do discurso.
As conjunções têm forma invariável, isto é, não se modificam, como os nomes e adjetivos, em género e número, ou como os verbos, em modo, tempo, pessoa e número e constituem uma lista fechada à introdução de novas conjunções.
As conjunções introduzem frases (orações) e classificam-se em dois tipos: coordenativas e subordinativas, de acordo com o tipo de frase (oração) e de ligação (coordenada ou subordinada) que introduzem.
As conjunções coordenativas são conectores frásicos que podem introduzir frases (ex.: Olha: nem vou contigo, nem fico aqui.); grupos nominais (ex.: Compro livros ou revistas.) ; grupos adjetivais (ex.: Queres uma camisola azul ou verde.) ; grupos verbais (ex.: Na praia, leio livros e faço exercício físico.) ; grupos preposicionais (ex.: Gosto de praia e de mar.) ou grupos adverbiais (ex.: Vais lá hoje ou amanhã.).
Nota: As preposições também podem introduzir frases ou grupos nominais, no entanto, as conjunções coordenativas, ao contrário das preposições, podem preceder preposições (ex.: O João foi à escola e ao cinema. * João foi à escola ao e cinema.).

As conjunções coordenativas podem estabelecer relações de adição, alternância, oposição, conclusão, etc.



As conjunções subordinativas ligam apenas orações, sendo que a oração subordinada completa o sentido da outra e desempenha uma função sintática na relação com a subordinante:

Quando saíres, telefona. (função sintática de complemento circunstancial de tempo)
O ministro disse que a ordem seria mantida. (função sintática de complemento direto)

As conjunções subordinativas estão classificadas numa tipologia com critérios semânticos, que as distribuem segundo o significado da relação que introduzem. As conjunções subordinativas estabelecem assim relações de tempo, causa, concessão, consequência, condição, etc., como se pode ver na seguinte tabela:



As conjunções integrantes são as únicas que não introduzem relações semânticas (de tempo, causa), mas apenas sintáticas, porque introduzem uma oração que tem funções equivalentes às desempenhadas por um nome.
Como referenciar: conjunção in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 02:57:54]. Disponível na Internet: