Coreia do Norte

Geografia

País da Ásia Oriental. Situado no Norte da península da Coreia, da qual ocupa 55%, possui uma superfície de 120 540 km2. O país é banhado pelo mar do Japão, a leste, e pelo mar Amarelo, a oeste, e faz fronteira com a Rússia, a nordeste, a China, a norte, e a Coreia do Sul, a sul. As principais cidades são Pyongyang, a capital, com 2 811 500 habitantes (2004), Hamhung (847 300 hab.), Ch'ongjin (695 400 hab.), Namp'o (676 000 hab.) e Sonch'on (157 200 hab.). É um país particularmente montanhoso e acidentado no extremo norte. Aproximadamente 3/4 do território é constituído por montanhas cobertas de floresta.

Clima

O clima é temperado continental, com um inverno extremamente longo e frio e um verão húmido.

Economia

A Coreia do Norte tem uma economia planeada que assenta nas indústrias pesadas e na agricultura. O país é rico em recursos minerais, sobretudo no mineral de ferro, na magnesite, no fosfato mineral, no enxofre, no zinco, no chumbo, no espato, na grafite, no cobre, no ouro e na prata. O setor manufatureiro é dominado pelo cimento, pelas munições, pela maquinaria industrial, pela fundição, pelo coque, pelos químicos, pelos fertilizantes e pelos tecidos. Embora tenha uma escassa quantidade de petróleo, o carvão representa 70% das suas necessidades energéticas. A nível agrícola, as culturas mais importantes são o arroz, o milho, a batata, a couve, a batata doce, a soja e o trigo. Os principais parceiros comerciais da Coreia do Norte são o Japão, a China, a Áustria e a Índia.

População

A população é de 23 113 019 habitantes (est. 2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 190,08 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 15,54%o e 7,13%o. A esperança média de vida é de 71,65 anos. Os habitantes são quase exclusivamente coreanos; os chineses são apenas 0,2%. A nível religioso, os ateus representam 68% da população,16% acredita nas crenças tradicionais e 14% professa o ch'ondogyo. A língua oficial é o coreano.

História

A história da Coreia do Norte data da Segunda Guerra Mundial, quando o Japão, que dominou a península da Coreia, a entregou aos Aliados. O país foi dividido em duas regiões, ficando a região norte sob o domínio da União Soviética e a região sul sob o domínio dos EUA. As tropas russas abriram caminho para a formação de um Estado comunista e, em 1948, era criada a República Popular Democrática da Coreia.

Procurando a unificação através da força, as tropas norte-coreanas invadiram a Coreia do Sul, em 1950, dando início à Guerra da Coreia. As Nações Unidas intervieram, com tropas maioritariamente norte-americanas, enquanto os soldados chineses reforçaram a Coreia do Norte. Em 1953 foi assinado um armistício.

Entre 1972 e 1994, o presidente Kim Il-Sung fez pressão para a reunificação da Coreia e para a retirada das tropas dos EUA. Nessa altura, a Coreia do Norte já estava transformada num dos regimes mais repressivos do mundo.

Kim Il-Sung morreu em 1994 e, até hoje, a Coreia do Norte continua a ser uma república com um partido único, em que o primeiro-ministro governa com uma Assembleia popular suprema.

Como referenciar: Coreia do Norte in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 14:47:47]. Disponível na Internet: