Artigos de apoio

crónica de costumes
O conceito de "crónica de costumes" pressupõe o sentido de relato ou comentário de hábitos e comportamentos de pessoas numa sociedade em certo contexto ou circunstâncias.
Como crónica é, em sentido tradicional, o relato de factos na ordem do seu desenvolvimento, passando, também, a ser a reflexão sobre os pequenos factos da vida quotidiana ou sobre literatura, teatro, política ou outros assuntos de interesse social. Ao ser "de costumes", implica comportamentos morais e hábitos sociais, o conjunto de condutas e normas que, habitualmente, a sociedade aceita como válidas.
Na crónica de costumes, deve haver uma reflexão sobre hábitos, atitudes e comportamentos das pessoas no quotidiano da sociedade em que se encontram. Deve haver um olhar crítico para as pequenas insignificâncias, que o são só na aparência, pois são relevantes na conduta social.
Na obra Os Maias, a crónica de costumes é mais importante do que a intriga romanesca. Para Eça de Queirós, a estrutura do romance obedece prioritariamente à vontade de fazer uma desenvolvida crónica da vida social lisboeta do seu tempo, integrando-a na história de uma família, que culmina com o processo de amores incestuosos entre Carlos e Maria Eduarda e a sequente morte trágica de Afonso da Maia.
Como referenciar: crónica de costumes in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-07-24 14:06:54]. Disponível na Internet: