Diana Ross

Cantora soul-pop e atriz, Diana Ross nasceu a 26 de março de 1944, em Detroit. Integrou as Supremes, um dos grupos de maior sucesso da editora Motown Records. Composto ainda por Mary Wilson e por Florence Ballard, substituída em 1967 por Cindy Birdsong, o grupo gravou um conjunto de êxitos que marcaram a música pop na década de 60: "Where Did Our Love Go" (1964), "Baby Love" (1964), "Come See About Me" (1964), "Stop! In The Name Of Love" (1965), "My World Is Empty without You" (1966), "You Can't Hurry Love" (1966), "You Keep Me Hangin' On" (1966), "Love Child" (1968) e "Someday We'll Be Together" (1969), entre outros.
Diana saiu do grupo em 1970 para iniciar uma carreira a solo. O seu primeiro grande êxito, "Reach Out And Touch (Somebody's hand)" (1970), antecedeu um conjunto de temas que consolidaram o sucesso obtido anteriormente com as Supremes. "Ain't No Mountain High Enough" (1970), "Touch Me In The Morning" (1973), "Do You Know Where You're Going To" (1975), "Love Hangover" (1976), "Upside Down" (1980), "Endless Love" (1981), em dueto com Lionel Richie, "Why Do Fools Fall In Love" (1981), "Muscles" (1982), "Missing You" (1984), um tributo a Marvin Gaye, e "Chain Reaction" (1986) são alguns dos êxitos que definiram a sua carreira.
Os seus álbuns mais representativos são Touch Me In The Morning (1973), Diana and Marvin (1974), Last Time I Saw Him (1974), Diana Ross (1976), The Boss (1979), Diana (1980), Why Do Fools Fall in Love (1981), Silk Electric (1982), Swept Away (1984), Eaten Alive (1985), The Force Behind The Power (1991) e Everyday Is A New Day (1999).
A sua carreira como atriz, ainda que fugaz, teve início em 1972 no papel da cantora jazz Billie Holiday, em Lady Sings The Blues. Esta interpretação valeu-lhe a nomeação para o Óscar de Melhor Atriz. Participou ainda em Mahogany (1975) e The Wiz (1978), ao lado de Michael Jackson. Nos anos 90 surgiu em duas produções televisivas: Out Of Darkness (1994) e Double Platinum (1999).
Como referenciar: Diana Ross in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 01:19:36]. Disponível na Internet: