Didier Drogba

Futebolista internacional da Costa do Marfim, nascido a 11 de março de 1978, em Abidjan, sagrou-se campeão de Inglaterra em dois anos consecutivos, 2005 e 2006, ao serviço do Chelsea, equipa treinada pelo português José Mourinho.
Com apenas cinco anos, Didier Drogba foi viver para França, para casa de um tio, um futebolista profissional que, desde logo, apostou em que ele fizesse carreira no futebol. Esteve três anos em França e depois regressou para casa dos pais. Contudo, em 1989, devido a dificuldades financeiras, os pais decidiram enviá-lo de novo para França, onde teria melhores condições de vida a viver com o tio. Assim, nesse ano Didier Drogba inscreveu-se pela primeira vez como futebolista. Aos catorze anos, os maus resultados escolares levaram a que os pais, entretanto estabelecidos em França, o proibissem de jogar futebol durante um ano. Terminado o castigo, passou a representar o Levallois, clube da região de Paris.
Drogba iniciou a sua carreira profissional em França, em 1998, ao serviço do Le Mans, que na altura competia na segunda divisão. Em janeiro de 2002 foi contratado pelo Guingamp, da I Divisão, clube ao serviço do qual se destacou na temporada 2002/2003, na qual foi o terceiro melhor marcador do campeonato francês com 17 golos. Na época seguinte, 2003/2004, passou a representar um dos clubes históricos de França, o Marselha. Chegou à final da Taça UEFA, que perdeu frente aos espanhóis do Valência, e no campeonato apontou 18 golos. Nessa temporada, foi eleito o melhor jogador do ano em França.
Cobiçado por alguns dos melhores clubes europeus, Drogba acabou por optar por representar o Chelsea, que pagou pela transferência 37,5 milhões de euros, passando a ser a mais cara contratação de sempre do clube inglês.
Na sua primeira temporada em Inglaterra, Drogba marcou dez golos na Primeira Liga e sagrou-se campeão, repetindo esta conquista na época seguinte, durante a qual apontou doze golos no campeonato. Ainda ao serviço do Chelsea, ganhou uma Taça da Liga, em fevereiro de 2005, após bater na final o Liverpool.
Drogba foi eleito o segundo melhor jogador africano de 2004, atrás de Samuel Eto'o, dos Camarões.
Drogba representa regularmente a seleção da Costa do Marfim, ao serviço da qual chegou à final da Taça das Nações Africanas, em 2006, onde perdeu frente ao Egito. Foi ainda um dos jogadores convocados para representar a seleção da Costa do Marfim no Mundial de Futebol da Alemanha em 2006.
Como referenciar: Didier Drogba in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 05:26:20]. Disponível na Internet: