ectinito

Quando uma rocha metamórfica corresponde a uma simples transformação mineralógica, sem materiais vindos do exterior, denomina-se ectinito. Dado não haver uma classificação genética em que o nome seja baseado na génese, como para as rochas magmáticas, as designações, por exemplo, de micaxisto ou gneisse são apenas descritivas, já que não nos dão indicação do grau de metamorfismo. Uma gneisse não é forçosamente mais metamórfica do que um micaxisto, pois a rocha metamórfica final depende da natureza da rocha que a originou e da intensidade das transformações experimentadas.
A nomenclatura mais específica consiste em designar a rocha metamórfica pelo seu nome original precedido do prefixo meta. Assim teríamos meta-arenitos, meta-basaltos, meta-granitos, etc. Contudo poucas rochas metamórficas apresentam características suficientemente aceitáveis para identificar a rocha-mãe. São portanto utilizados nomes que são reagrupados em séries em função da rocha a partir da qual se realizou a sua génese. São designações práticas mas não permitem a comparação da intensidade de metamorfismo sobretudo de uma série com outra.
Podemos distinguir nos ectinitos os que resultam de rochas sedimentares, designados por paraectinitos e os que provêm de rochas magmáticas denominadas ortoectinitos.
Nos paraectinitos podem considerar-se as séries: argilosa ou pelítica, siliciosa ou arenácea, carbonatada e a calcário-pelítica e nos ortoectinitos as séries granítica, gabro-diorítica, vulcânica ácida e vulcânica básica.
Como referenciar: ectinito in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 02:55:59]. Disponível na Internet: