eletrão

Um eletrão, cujo símbolo é e-, consiste numa partícula elementar estável, com a carga negativa mais pequena (em valor absoluto) existente na Natureza (1,602 x 10-19 C). Pertence à família dos leptões (partículas elementares que não são atuadas pela "força forte"). A neutralidade microscópica da matéria implica que a carga do protão seja igual e de sinal contrário.
A massa do eletrão é de 0,9107 x 10-27 g, ou seja, cerca de 1836,2 vezes mais leve do que o protão e é, como este, um fermião (partícula elementar de spin ½ que segue a estatística de Fermi-Dirac).
Os eletrões encontram-se presentes em todos os átomos em agrupamentos, designados por camadas, em torno do núcleo. Quando se encontram separados dos átomos chamam-se eletrões livres. Os processos elétricos são devidos ao movimento de eletrões, enquanto que as reações químicas são devidas à troca de eletrões entre os átomos.
Como partícula de massa muito pequena, obedece às leis da mecânica quântica, pelo que apresenta alternadamente propriedades de partícula e de onda. Como onda apresenta fenómenos de interferência e difração.
O eletrão possui um comprimento de onda à energia de 1 eV da ordem dos 1,22 nm, semelhante ao dos raios X.
As suas propriedades ondulatórias são utilizadas na determinação de estruturas cristalinas, na identificação de materiais e nos microscópios eletrónicos.
As propriedades químicas dos átomos são dadas pela sua estrutura eletrónica e mais particularmente pelos eletrões que se encontram na camada mais exterior do átomo, em geral incompleta. Estes últimos são designados por eletrões de valência e são os que emitem e recebem as energias de radiação nos espetros.
A antipartícula do eletrão é o positrão.
Como referenciar: eletrão in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-12 09:42:33]. Disponível na Internet: