Estarreja

Aspetos Geográficos
O concelho de Estarreja, do distrito de Aveiro, localiza-se na Região Centro (NUTII) no Baixo Vouga (NUTIII). É limitado a norte pelo concelho de Ovar, a este pelo de Oliveira de Azeméis, a sul, sudeste e sudoeste pelo de Albergaria-a-Velha e a oeste pelo da Murtosa. Está situada a cerca de 20 metros de altitude.
Abrange uma área de 108,3 km2, subdividida em 7 freguesias: Avanca, Beduído, Canelas, Fermelã, Pardilhó, Salreu e Veiros.
Em 2005, o concelho apresentava 28 236 habitantes.
O natural ou habitante de Estarreja denomina-se estarrejense.
A rede hidrográfica no concelho é densa, existindo esteiros e canais, sendo a linha de água mais importante o rio Antuã que desagua na ria de Aveiro.
História e Monumentos
Em 922, foi doado o Mosteiro de Sta. Marinha, localizado em Avanca, ao Bispo D. Gomado e ao Mosteiro de Crestuma. O antigo núcleo do atual concelho era o couto de Antuã e Avanca que foi doado, por D. Afonso II, ao mosteiro de Arouca e é também o núcleo atual da comarca de Estarreja.
A vila de Antuã, assim denominada, foi uma das vilas compreendidas nas Terras de Sta. Maria, que recebeu foral de D. Manuel I em novembro de 1519. Estarreja parece ter herdado os foros da antiga Antuã, que era propriedade da Coroa. O topónimo de Estarreja parece derivar de "Esta é Régia" expressão que refere o pagamento dos foros.
Do património arquitetónico são de destacar a Igreja de Sta. Marinha, em Avanca; várias capelas, nomeadamente a de Sta. Ana, a de N. da Paz (séc. XVIII) e a da N. Sra. do Carmo, na Quinta do Mato; e a Igreja de Santiago da Beduíno. Existem também várias quintas e solares, como a do Telhado e a do Marinheiro (séc. XIX), onde nasceu Egas Moniz; a estação do caminho de ferro (séc. XIX) e o monumento ao Emigrante.
Tradições, Lendas e Curiosidades
Realizam-se no concelho várias festas, das quais merecem destaque: a de Sta. Marinha, realizada em Avanca no dia 18 de julho; a de S. Sebastião, também em Avanca; a de Sto. Ovídeo, a 3 de junho; e a de Sto. André, no lugar de Sto. André.
O feriado municipal é no dia 13 de junho.
Como curiosidade, é de assinalar que, em Pardilhó, se realizava a "Pesca ao Candeio", feita através da fisga, em noites escuras, na qual os pescadores locais mostravam a sua habilidade.
O artesanato do concelho está intimamente relacionado com a história do povo, que viveu da terra e do mar, tendo por isso um artesanato relacionado com os mesmos, como as algibeiras, as rodilhas, os gabrichos, as mantas muito coloridas, as cangas policromas e com valores antropológicos e os barcos moliceiros, coloridos, que são o ex-libris da população ribeirinha.
Economia
A agricultura é uma atividade com um peso significativo na economia local, nomeadamente a nível das pequenas propriedades, sendo de destacar o setor animal e a cultura do milho e da batata.
A indústria tem vindo a registar um incremento significativo, a tal ponto que este pode ser considerado um polo industrial do distrito de Aveiro, sobressaindo as indústrias de móveis em ferro, de produtos lácteos e de colchões.
Como referenciar: Estarreja in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-04-19 17:18:14]. Disponível na Internet: