Fim de um mundo

Coletânea de poesias de Gomes Leal subintitulada "Sátiras modernas", que se enquadra na conceção (exposta na dedicatória prefacial ao Dr. Campos Sales) que o poeta tem do fim de século como "bancarrota moral", "apocalipse social", "hora funérea da sociedade moderna". A obra está dividida em três partes: "Processo da corrupção", "Mefistófeles no cemitério" e "Farrapos trágicos".
Como referenciar: Fim de um mundo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-05-09 02:24:18]. Disponível na Internet: