Geb

O deus da terra, seria segundo uma versão filho de Shu, deusa do ar, e Tefnut, deusa da humidade, ou, segundo o mito da criação, filho de Ré, o deus sol. Membro da Enéade de Heliópolis, era irmão e esposo de Nut, a deusa do céu. Os seus filhos eram Osíris, Ísis, Seth e Néftis, que faziam também parte da Enéade heliopolitana. Enquanto representante da terra, era associado à fertilidade. Contudo, o seu lado negativo surge por vezes enfatizado, nomeadamente no contexto funerário, dado que os mortos eram enterrados no seu corpo, sendo apontado como responsável pela decadência dos mesmos. Geb era também senhor das cobras, das plantas, pedras e minerais, enquanto criador de todos estes elementos. Desempenhou um papel fundamental na lendária disputa de Hórus e Seth, tendo sido, de acordo com algumas versões, o juiz. Segundo a Estela de Chabaka, o deus da terra dividiu o Egito entre os dois rivais, atribuindo a Hórus o governo do Baixo Egito e a Seth o governo do Alto Egito. No entanto, arrependido da sua decisão, concedeu mais tarde todo o país a Hórus. Geb teria sido o último rei divino na terra, de tal modo que os reis surgem em alguns textos com o epíteto de "herdeiro de Geb", sendo o trono faraónico designado como "trono de Geb". Frequentemente representado de verde, ou com vegetação a crescer dele, Geb é geralmente representado como um homem com o típico saiote colar, colar, peruca e pera divina, segurando o uase e o ankh, ostentando uma cauda de touro à cintura e um ganso sobre a sua cabeça, sendo este último o seu animal sagrado. Outras representações mostram Geb deitado com Nut estendida sobre si, apoiando-se nas mãos e nas pontas dos pés, estando o casal, por vezes, separado por Shu, que segura o céu e faz o ar circular entre os dois. Como forma de enfatizar o aspeto de fertilidade, a si associado, Geb surge também representado com um falo ereto apontado ao céu, isto é, a Nut, que se encontra arqueada sobre ele, preparando-se para o coito cósmico. A originalidade da conceção egípcia está patente na figura Geb, dado que ao contrário de outros povos, a terra é interpretada como elemento masculino e o céu como feminino.
Como referenciar: Geb in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-20 08:17:53]. Disponível na Internet: