Gianni Versace

Estilista italiano, Gianni Versace nasceu a 2 de dezembro de 1946, em Regio Calábria, e morreu a 15 de julho de 1997, em Miami, nos Estados Unidos da América, baleado à porta da sua vivenda. A partir dessa data, foi a sua irmã Donatella quem tomou conta da casa Versace.
Versace aprendeu com a mãe, que era costureira, os primeiros passos da confeção de roupa e, aos nove anos, fez um vestido comprido de veludo.
Apesar de inicialmente ter estudado arquitetura, Gianni Versace depressa se mudou para o mundo da criação de moda. Foi, assim, viver para Milão em 1972 e começou por trabalhar na criação de pronto-a-vestir para casas como a Callaghan, Genny e Complice.
Quando ainda estava na Complice, convenceu o irmão Santo a associar-se a ele no negócio da moda e, em março de 1978, surgiu nas passerelles de Milão a primeira coleção de roupa feminina Versace, na altura com um estilo distante do que o viria a tornar conhecido. No ano seguinte, lançou a primeira coleção masculina, mas foi só em 1982 que se tornou realmente famoso, quando apresentou uns vestidos sexy elaborados à base de malhas metálicas. Nesse mesmo ano, e graças a essa coleção, ganhou o primeiro de muitos prémios da carreira, ao ser galardoado com o Occhio d'Oro, destinado a distinguir o melhor estilista da coleção feminina de outono/inverno de 1982/83. Ainda nesse ano, iniciou uma colaboração com o Teatro Scalla de Milão, tendo criado o guarda-roupa para uma peça de ballet de Richard Strauss. Ao longo da sua carreira, manteve uma longa e proveitosa colaboração com o mundo artístico.
Em 1984, lançou o perfume "Versace l'Homme", com a particularidade de um coreógrafo belga ter preparado uma dança em honra deste lançamento.
Dois anos depois, o presidente italiano, Francesco Cossiga, nomeou-o Comendador da República Italiana, para ainda em 1986 ser a vez de Jacques Chirac lhe oferecer a Grande Medalha de Paris.
A sua irmã, Donatella, que para ele era uma musa inspiradora, já trabalhava há algum tempo com Gianni mas foi só em 1989 que se tornou definitivamente imprescindível para a casa Versace, ao lançar a linha Versus, dedicada aos que gostam de roupas mais arrojadas.
O ano 1991 ficou marcado pelo lançamento do perfume "Versus" (a versão feminina surgiu em 1992) e da linha clássica de vestuário "Signature".
O excêntrico cantor britânico Elton John era grande admirador de Giannni Versace e, em maio de 1992, convidou-o para desenhar o guarda-roupa para uma digressão mundial. Nesse mesmo ano, saiu o relógio "Meduse", o primeiro da marca Versace.
Em 1993, o Conselho de Estilistas da América concedeu a Versace o prémio da moda, num ano em que foi também apresentada uma linha de artigos para casa.
As criações de Gianni Versace refletiam a sua personalidade e o seu modo de vida; cometia muitos excessos, nomeadamente nas inúmeras festas que dava nas vivendas que tinha espalhadas pelo Mundo. O próprio estilista afirmava que excesso era entretenimento. Assim, sem espanto, era um criador solicitado por excêntricos artistas pop e rock como Elton John, Prince, Madonna e Courtney Love.
Gianni Versace era um grande admirador das top models que desfilavam as suas criações e passava a vida a elogiá-las e a enchê-las de presentes. Ao mesmo tempo, fazia questão de promover a imagem destas belas mulheres nos anúncios às suas criações.
Na hora da sua morte, depois do brutal assassinato à porta de casa, os amigos não faltaram à chamada e personalidades como Elton John, Madonna e a princesa Diana foram a Milão assistir ao funeral.
Como referenciar: Gianni Versace in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-25 02:26:29]. Disponível na Internet: