Artigos de apoio

grupanálise
Intervenção psicoterapêutica referenciada originalmente por Trigant Burrow (1927) e desenvolvida em termos conceptuais a partir dos anos 40 por S. H. Foulkes.
No processo grupanalítico, o indivíduo, em situação de grupo e liderado por um profissional, relata episódios da sua vida e experimenta diversos tipos de comunicação com os restantes elementos do grupo. Através deste processo, o Eu tem a possibilidade de se estruturar de modo mais consistente e verdadeiro nas redes de comunicação de grupo e deste modo crescer emocionalmente, descobrindo novas facetas da sua realidade.
A Grupanálise pode ajudar adultos e crianças a atravessar dificuldades psicológicas, permitindo-lhes construir novas formas de lidar e perspetivar os problemas. Segundo a definição proposta por Eduardo Luís Cortesão, médico psiquiatra e fundador do Movimento Grupanalítico em Portugal, o processo grupanalítico, apesar de diferir da psicanálise, «inclui (...) toda a teoria psicanalítica pressupõe (...) o manejo teórico e clínico - desde as formulações metapsicológicas até às minúcias das relações de objeto - numa situação específica de grupo.» (Cortesão, 1989, pág.36)
Como referenciar: grupanálise in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-10-19 19:28:56]. Disponível na Internet: