Hakuin

Uma das figuras mais influentes do Budismo Zen japonês, Hakuin Ekaku esteve na base da reforma e consequente revivalismo da escola Rinzai. Nasceu a 19 de janeiro de 1686, na pequena aldeia de Hara, com o nome de Nagasawa Iwajiro, e faleceu em 1768, em Hara. A família era proprietária de uma estalagem frequentada por samurais e membros da classe governante. A mãe era profundamente devota da escola Nichiren, o que provavelmente terá contribuído para a decisão de Hakuin de se tornar um monge budista. Aos quinze anos era ordenado no templo local, Shoin-ji. Posteriormente fez várias viagens e conheceu vários professores, embora tenha considerado Shoju como o seu mestre. Finalmente, aos 31 anos, voltou para Shoin-ji e assumiu a responsabilidade do templo. Terá sido nessa altura que adotou o nome de Hakuin ("hera silvestre") com que ficou conhecido. Aos 41 teve o que ele considerou uma experiência total de iluminação ao ler o Sutra do Lótus. Ficou a residir em Shoin-ji até ao resto da sua vida, embora fizesse algumas viagens para ensinar. Rapidamente a sua fama de professor fez com que algumas centenas de alunos de todo o Japão viessem juntar-se à comunidade religiosa de Shoin-ji. Era igualmente um mestre muito popular entre a população local.
O seu método de ensino acentuava a prática dos koans. Um koan é um problema que não tem uma solução lógica e que por isso mesmo visa transcender o pensamento racional e as limitações do ego. Segundo Hakuin, a meditação sobre um koan era a maneira mais eficaz de levar um praticante zen a atingir uma experiência de despertar espiritual. No sistema que desenvolveu com os seus discípulos, e que continua a estar em prática na escola Rinzai, um aluno recebe um koan e medita sobre ele. Ao encontrar uma resposta, é testado pelo professor, que se ficar satisfeito lhe dará um outro koan. Hakuin também acentuava a prática de meditação em ação, integrada no quotidiano, pois de acordo com a sua experiência, momentos de compreensão profunda poderiam surgir espontaneamente, em qualquer altura, e não necessariamente quando em meditação sentada. Outra componente importante do seu ensino, sobretudo em relação à população analfabeta, residia nas ilustrações e pinturas, que frequentemente tinham um carácter didático. Continuou a escrever e a viajar até ao final da sua vida, tendo morrido com 83 anos. Para além da obra pessoal, uma fonte importante para o conhecimento da sua carreira é o relato do discípulo Torei Enji, que escreveu uma biografia do mestre (Hakui Osho Nempu).
Hakuin foi uma das figuras religiosas mais respeitadas pela coragem, determinação e espírito independente, mas igualmente pela obra artística única que produziu. Foi também um dos poucos mestres do Budismo Zen a falar abertamente da sua vida e da sua experiência espiritual, tornando a sua obra e estilo de ensino algo sem precedentes na história do Budismo.
Como referenciar: Hakuin in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 04:19:09]. Disponível na Internet: