hidrosfera

A hidrosfera é, tal como a biosfera, geosfera e atmosfera, uma das esferas em que o planeta Terra se pode considerar dividido.
A hidrosfera engloba todas as partes formadas por água (estado líquido ou sólido) no globo terrestre, abrangendo os oceanos, rios, lagos, glaciares, águas subterrâneas e neve. Ela ocupa cerca de 70,8% da superfície total da Terra e 0,03% do seu volume total (o que se compreende, dado que apenas diz respeito à água situada à superfície da Terra). Estimativas diversas apontam para a existência de cerca de 1,3 biliões de km3 de água na Terra, o que corresponde a cerva de 1/800 da biomassa total do planeta.
Sendo os seres vivos formados em grande percentagem (muito acima dos 50%, na maioria dos casos) por água e estando dependentes do fornecimento regular de água líquida para a manutenção da sua fisiologia, facilmente se compreende a importância das relações existentes entre a hidrosfera e a biosfera, na manutenção da vida. No entanto, mau grado a ampla distribuição da água sobre a superfície da Terra (cobrindo cerca de 2/3 da superfície), a escassez de água é um dos principais fatores limitativos da distribuição dos seres vivos, devido a estes apenas serem capazes de utilizar a água dita doce, isto é, com baixas concentrações de sais, por oposição à água dos oceanos, designada por salgada (rica em sais dissolvidos). A água doce, no estado líquido, representa apenas cerca de 3% da água total existente, por oposição aos 97% de água salgada (oceanos), e, dentro destes 3%, apenas 0,1% são diretamente acessíveis aos seres vivos (rios e águas subterrâneas pouco profundas, que afloram à superfície), estando 2,3% sob a forma sólida, nos glaciares e 0,6% sob a forma de águas subterrâneas profundas, inacessíveis. A hidrosfera apresenta um relacionamento dinâmico com as outras partes que compõem o planeta, nomeadamente a geosfera e a atmosfera:
- A água (sob a forma de vapor, estado gasoso) é um dos principais componentes da atmosfera, e, em função das condições climáticas, existe uma troca permanente, de volume e velocidade variáveis (consoante o clima, hora do dia, condições meteorológicas, estação do ano, etc.), entre a hidrosfera e a atmosfera: a água evapora-se, por ação da radiação solar, das águas superficiais para a atmosfera, sendo este fluxo de saída compensado por novas entradas, devidas à chuva e à neve, resultantes da condensação do vapor de água atmosférico.
- A hidrosfera é um dos principais agentes modeladores da geosfera, devido à atuação da água como um agente erosivo, físico e químico, alterando assim a composição, estrutura e distribuição das rochas das camadas mais superficiais da crusta.
As principais ciências que se ocupam do estudo da hidrosfera são a hidrografia, hidrologia, hidrobiologia e hidrogeologia.
O impacto das atividades humanas na hidrosfera ocorre, sobretudo, devido à poluição e contaminação dos mares e cursos de água doce superficiais, o que tem como resultado a perturbação e/ou destruição de alguns ecossistemas aquáticos e ribeirinhos, mas, sobretudo, graves consequências na quantidade de água potável disponível, sendo, segundo a ONU, este um dos principais problemas das sociedades humanas num futuro próximo: a disponibilidade de água, com consequências óbvias na capacidade de sobrevivência dos organismos vivos.
A utilização humana dos recursos disponibilizados pela hidrosfera é quase infindável: da produção de energia elétrica, à pesca, são poucas as atividades industriais e domésticas em que a água não seja uma presença necessária.

Como referenciar: hidrosfera in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-23 18:09:07]. Disponível na Internet: