João Camoesas

Médico, jornalista e político português, João José da Conceição Camoesas nasceu a 13 de março de 1887, em Elvas, no distrito de Portalegre.
Fez os estudos liceais em Évora, onde trabalhou simultaneamente como empregado de comércio. Em 1911, entrou para a loja maçónica de Elvas, sob o nome de Câmara Pestana, transferindo-se depois para a loja de Lisboa. Em 1915, partiu para a capital, na altura em que fora eleito deputado pelo Partido Democrático (cargo que ocupou até 1926), e aí obteve, em 1919, a licenciatura em Medicina. Em 1923 e 1925, desempenhou as funções de ministro da Instrução Pública. Como ministro, apresentou a Proposta de Lei sobre a Reorganização da Educação Nacional (1923), conhecida por "Reforma Camoesas", que se baseava na organização científica do trabalho promovida pelo engenheiro Frederick Taylor (1856-1915) e nas experiências pedagógicas internacionais, principalmente norte-americanas. No entanto, esta nunca chegou a ser discutida, nem votada. Em 1919, é designado médico-escolar adjunto das escolas primárias do IV Bairro e, em outubro desse mesmo ano, foi responsável de uma comissão de serviço aos Estados Unidos da América (EUA) para que aí fossem analisados os serviços médico-escolares. Em 1921, colaborou com a Universidade Popular Portuguesa e, em 1925, tornou-se responsável da secção de Fisiologia do Instituto de Orientação Profissional. Em 1932, foi deportado para Angola e, posteriormente, exilou-se nos EUA, onde continuou a exercer medicina.
Colaborou ainda com várias revistas e boletins, como Seara Nova, Boletim da Inspeção Geral de Sanidade Escolar e Revista Escolar, onde publicou artigos sobretudo sobre o trabalho, a medicina escolar e a educação. Publicou também o livro O Trabalho Humano, a primeira obra científica portuguesa sobre o taylorismo que tinha por base a fisiologia do esforço.
João Camoesas faleceu a 12 de novembro de 1951, em New Bedford, nos Estados Unidos da América.
Como referenciar: João Camoesas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-11 19:57:46]. Disponível na Internet: