João XV

Papa italiano, era filho do cardeal Leão da igreja de São Vital e foi o candidato apresentado pela fação aristocrática de Roma. O seu papado ocorreu de agosto de 985 a março de 996.
Em 993 foi realizado um sínodo, em São João de Latrão, onde se canonizou o bispo Ulrico de Augsburgo, sendo esta a primeira canonização de que há notícia.
João XV pretendeu retomar a tradição de supremacia espiritual em todo o mundo cristão, tendo para o conseguir arbitrado conflitos entre sedes episcopais, iniciado relações com bispos de locais tão longínquos como Kiev e recebido testemunhos de vassalagem de reis, como foi o caso dos da Polónia. O papa atravessou momentos de grande perigo e instabilidade, sobretudo nas circunstâncias criadas pela designação do arcebispo Gerberto de Aurillac. Esta personagem, conhecida pela sua cultura e sabedoria, foi indicada para a substituição do arcebispo Arnoldo de Reims, num sínodo realizado no mês de junho de 991.
Era necessária a confirmação do papa, como defenderam alguns eclesiásticos, que tendo tardado deu azo a que algumas vozes se alçassem e afirmassem que a ratificação pontifícia era dispensável quando os sínodos atuavam de pleno direito.
Entretanto, o papa encarregou o abade Leão do mosteiro de São Aleixo do Aventino de se deslocar a França e decidir como achasse mais correto.
Cerca do ano 993 realizou-se um novo sínodo em Chelles, onde continuaram os ataques à pessoa do papa, dizendo-se entre outras coisas que se este se desviasse da doutrina dos Padres da Igreja poderia ser acusado de heresia.
Hugo Capeto, iniciador de uma nova dinastia, não considerou a disputa favorável à sua legitimação pelo pontífice romano e providenciou a destituição de Gerberto, no sínodo realizado em 995, na localidade de Mouzon.
No mês de março de 995 o papa viu-se obrigado a fugir para Sutri, pelo perigo que representava Crescêncio II, omnipotente em Roma. O pedido de ajuda a Otão III fez com que Crescêncio reconsiderasse e acolhesse João XV em Roma.

Como referenciar: João XV in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 02:29:47]. Disponível na Internet: