José Couceiro

Treinador e sindicalista de futebol, José Júlio de Carvalho Peyroteo Martins Couceiro nasceu a 4 de outubro de 1963, em Lisboa, sendo sobrinho-neto de Peyroteo, uma das maiores glórias do Sporting.
Como futebolista e enquanto defesa central teve uma carreira discreta, tendo representado, enquanto sénior, clubes dos escalões secundários como o Montijo, o Barreirense, o Atlético e o Estrela da Amadora.
Couceiro desistiu da carreira de futebolista aos 29 anos. Entretanto, já tinha iniciado a sua ligação ao Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol, para o qual foi eleito presidente em 1993. Até 1997, ano em abandonou o cargo, conseguiu dar grande visibilidade ao sindicato, que até então tinha uma atuação muito apagada.
Em inícios de 1998, José Couceiro experimentou uma nova área no futebol tendo aceite o cargo de diretor-geral do Sporting. Apostou na contratação do treinador Carlos Manuel, mas as coisas não correram bem e acabou por sair do clube em março do ano seguinte, numa altura em que já quase não tinha poderes de decisão.
Em abril de 1999, assumiu o cargo de administrador no Alverca, que exerceu até pedir demissão no final da época 2001/2002, quando o clube desceu à Divisão de Honra. Contudo, acabou por ficar com poderes reforçados e assumiu a responsabilidade da orientação técnica da equipa de futebol. Enquanto treinador levou o Alverca ao segundo lugar, o que permitiu o regresso à divisão principal. Couceiro manteve-se como treinador, mas na época 2003/2004 não conseguiu evitar que o clube descesse de novo à segunda divisão.
De qualquer forma, o trabalho de Couceiro enquanto treinador ganhou destaque e acabou por ser contratado, em 2004/05, pelo Vitória de Setúbal. Apesar da equipa ter um orçamento limitado, conseguiu andar sempre entre os primeiros lugares. A meio da época Couceiro acabou por ser convidado para treinar o Futebol Clube do Porto, em substituição do espanhol Victor Fernandez, levando a equipa ao segundo lugar. Mesmo assim, no final da temporada foi dispensado. Entretanto, o Setúbal, já com outro treinador, ganhou a Taça de Portugal, título que também entra no currículo de Couceiro.
Já com a temporada 2005/06 em curso, substituiu no comando técnico do Belenenses o treinador Carlos Carvalhal.
Como referenciar: José Couceiro in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-04-14 15:54:08]. Disponível na Internet: