Kirk Kerkorian

Milionário norte-americano, Kirk Kerkorian nasceu a 6 de junho de 1917, em Fresno, na Califórnia, mas aos quatro anos mudou-se com a família, de ascendência arménia, para Los Angeles.
Aos nove anos, Kirk começou a trabalhar e, entre outras atividades, foi ardina. Começou a dedicar-se ao boxe, ajudado por um irmão mais velho, que já era pugilista. Chegou a campeão amador na costa do Pacífico e quis fazer carreira como profissional.
No entanto, aos 22 anos começou a trabalhar com Ted O'Flaherty na instalação de aquecedores de parede. Em certas alturas, ia ver O'Flaherty fazer acrobacias aéreas num pequeno avião. Um dia acompanhou-o numa viagem e apesar de inicialmente desinteressado acabou por ficar fascinado com a experiência. No dia seguinte, apareceu para a primeira lição de pilotagem. Em 1940 tirou a licença de piloto e foi ao Canadá oferecer-se para trabalhar na Royal Air Force, a força aérea britânica, em plena Segunda Guerra Mundial. Os pilotos eram bem pagos para fazer uma missão difícil: transportar bombardeiros canadianos para a Escócia. Só um em cada quatro chegava ao seu destino, mas Kirk e o seu comandante conseguiram-no. Kirk foi o segundo mais rápido de sempre a fazer o trajeto e em dois anos e meio entregou 33 aviões.
No fim da guerra, comprou um avião Cessna para dar lições de pilotagem e fazer transporte de passageiros, tendo por base Las Vegas.
Nos anos 40 e 50 ficou conhecido por apostar bastante nos casinos de Las Vegas.
Entretanto, em 1947 já tinha comprado uma pequena companhia aérea, à qual veio a dar o nome de Trans International Airlines. A companhia foi crescendo até que em 1968 a vendeu à TransAmerica por uma quantia astronómica.
Nesse mesmo ano, fez um grande negócio ao vender uns terrenos que tinha comparado a bom preço. Nesses terrenos veio a ser construído o Casino Caeser's Palace, e no total Kerkorian ganhou 9 milhões de dólares.
Com a fortuna acumulada construiu o seu primeiro complexo de lazer em Las Vegas, o International, que começou a funcionar em 1969. Tinha 1512 quartos e era o maior hotel do mundo. Por lá passaram na inauguração artistas como Barbra Streisand, Ike e Tina Turner e o musical "Hair". A seguir foi a vez de Elvis Presley.
No entanto, devido a dívidas acumuladas teve de vender a suas ações do International ao grupo Hilton. Kerkorrian acabou por sair de Las Vegas.
Ao mesmo tempo que decorria o processo do International, Kerkorian envolveu-se noutro negócio e, em 1969, tornou-se no principal acionista dos estúdios de cinema MGM, de Hollywood. Reorganizou o grupo e ao longo dos anos vendeu-o e comprou-o por diversas vezes.
Foi com Kerkorian a dirigir a MGM, que este grupo inaugurou em 1973 o Grand Hotel, o maior complexo de diversão em Las Vegas, com 2084 quartos e uma sala de espetáculos com capacidade para 1200 pessoas.
Um incêndio ocorrido em 1980 destruiu o hotel e provocou a morte de 85 pessoas. Oito meses depois o hotel reabriu graças ao empenho de Kerkorian.
Mais tarde, o milionário envolveu-se na indústria automóvel e em 1996 tentou, sem sucesso, comprar a Chrysler, da qual já era o maior acionista.
Como referenciar: Kirk Kerkorian in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-03-30 11:22:35]. Disponível na Internet: